Atleta da Semana: Marcela Mello


Marcela Mello é faixa roxa, mãe de três meninas, tem 36 anos e representa a equipe Brazuka Bjj e Team Eduardo Silva Bjj de Cachoeira do Sul.

A atleta foi campeã Sul Brasileira pela CBJJ em 2020, campeã AJP Abu Dhabi Gramado em 2018 e 2019, campeã Open Porto Alegre pela CBJJ em 2019 e 20 vezes Campeã Gaúcha.

A atleta, que pratica jiu-jitsu há cinco anos, iniciou os treinos a convite do esposo e das filhas que já treinavam. No início, Marcela foi um pouco resistente quanto a ideia mas como ela tentava emagrecer e não conseguia resultados positivos, decidiu experimentar a arte suave, que acabou se tornando uma grande paixão. Após seis meses de treino conseguiu emagrecer 20kg e já participou do primeiro campeonato.

Como é a sua rotina de treinos?

Treino jiu-jitsu de segunda à sábado. Quando tem competição faço até dois treinos por dia, faço musculação duas vezes na semana só pra fortalecimento muscular.

Minha alimentação é normal , não vivo de dieta, somente quando preciso bater o peso dou uma controlada na alimentação.

Como a pandemia afetou a sua rotina de atleta? Manteve algum treino em casa?

A pandemia afetou totalmente minha rotina de treinos, mas não perdi o foco. Estou tentando me manter motivada. Confesso que ganhei peso, mas mantive alguns treinos de jiu-jitsu em casa com minha família e estou voltando aos treinos de musculação.

Quais são os principais desafios no esporte e na carreira de atleta?

Desafio é o que nos move e nos fortalece, mas ainda sinto que temos poucas meninas que praticam essa arte suave. A falta de apoiadores também é um desafio pois acaba sendo um esporte que tem um alto custo financeiro, ainda mais quando você é competidora.

Quais os benefícios que o jiu-jitsu trouxe para a sua vida?

Foram vários os benefícios. O jiu-jitsu é uma arte marcial ótima, principalmente para mulheres já que é necessário mais técnica do que força. Minha vida foi se transformando ao longo desses anos que venho praticando, sou uma pessoa muito melhor, minha autoestima melhorou, coisa que já havia perdido e já estava entrando em uma depressão. Venho adquirindo respeito e admiração por todos, controle da ansiedade, resistência física e sem falar na felicidade que sentimos em cada fim de treino. É um estilo de vida que eu e minha família vivemos juntos.

Qual o estilo de jogo que mais gosta e qual a finalização preferida?

Gosto de me concentrar na passagem, e minha finalização preferida é a kimura.

Qual a sua maior inspiração no esporte?

Minha inspiração hoje com certeza é Amanda Nunes pela garra e humildade. Um exemplo de lutadora.

Qual o maior desafio em ser mãe e atleta?

Digo que os desafios de ser mãe e atleta são diários. Trabalhar, cuidar da casa, da família e se manter focada com certeza é bem cansativo e desafiador. Às vezes me pergunto de onde tiro forças, mas nada é melhor do que o sorriso delas, a felicidade e o orgulho que sentem em cada pequena conquista minha alcançada. Sim, esse é o meu combustível para seguir em frente.

Maternidade é uma dádiva, ser mãe não é fácil, mas ser mãe e atleta por mais cansativo e desafiador que seja, eu tento me doar pra elas e ser um espelho para que elas sejam fortes e nunca desistam dos seus sonhos por mais difícil e impossível que possa ser. Elas são meu principal incentivo pra conquistar todas minhas metas no esporte.

Qual sua reação

Curtir Curtir
6
Curtir
Amei Amei
3
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atleta da Semana: Marcela Mello

log in

reset password

Voltar para
log in