Como o jiu-jitsu pode me ajudar no Carnaval?


O Carnaval é, geralmente, uma época em que os ânimos estão mais exaltados. É uma época de festejar, de sair, aproveitar. Nesse clima, muita gente acaba passando dos limites e invadindo a privacidade dos outros, desrespeitando, assediando ou até algo pior.

A gente sabe que, muitas vezes, são as mulheres ou LGBTs que acabam sofrendo mais com questões como violência e assédio nesses tempos como o Carnaval (ou festas de Ano Novo, por exemplo). No ano passado, só no Rio de Janeiro, foram registradas mais de 2 mil denúncias de violência contra a mulher. Isso só no Rio e só no período de Carnaval. Beleza, Carol, mas qual a relação do jiu-jitsu com isso?

A primeira coisa que podemos pensar, por um lado mais prático da coisa, é a defesa pessoal. Algumas pessoas e academias acabam esquecendo dela, que é tão importante e deve vir acompanhada do ensino do jiu-jitsu que estamos acostumados no dia a dia. Quando o jiu-jitsu começou a ser difundido no Brasil, com os Gracie, por exemplo, a defesa pessoal era parte fundamental dos treinos. Não podemos encará-la como algo separado, pois ela faz parte do jiu-jitsu. Se você quer a tão sonhada faixa preta, não pode chegar nela sem saber técnicas de defesa pessoal.

Não quer dizer que você vai sair dando chave de braço em todo mundo na rua e nem se expor em uma situação de risco, mas saber defesa pessoal pode ser útil sim em muitos casos e te dar uma segurança. Se um cara se aproximar e pegar sua mão à força, por exemplo, você vai saber como se afastar. Se te agarrarem por trás, puxarem seu cabelo e tantos outros absurdos que infelizmente podem acontecer.

Reforçando: não se exponha e nem entre em uma situação de risco! Claro que você não vai arriscar se a pessoa estiver armada, ou se você estiver em menor número. Mas tem chance de algumas coisas acontecerem e muitos movimentos da defesa pessoal podem te ajudar a se desvencilhar de forma calma e tranquila, como um simples giro de braço, soltando a pegada da pessoa do seu punho. Além disso, a defesa pessoal te ensina situações semelhantes às que vão acontecer de verdade, em que não tem kimono para fazer pegada, faixa para segurar.

Fora a importância dessas técnicas, o jiu-jitsu também te proporciona algo muito importante: autoconfiança. Depois que comecei a treinar, fiquei mais confiante, mais atenta e até com a postura corporal diferente. Muita coisa muda na nossa vida depois que entramos nesse meio da arte suave. Em uma situação desconfortável, como um assédio no Carnaval, ter autoconfiança, boa autoestima e ser segura é fundamental.

Sabemos que em muitos casos é bem complicado conseguir reagir, existem situações muito sérias e fica muito difícil fazer alguma coisa. Mas um dos benefícios do jiu-jitsu é esse, mudar não só o que você treina no tatame, mas diversos aspectos da sua vida, que vão além dos treinos na academia. Sua autoestima vai elevar, você vai se sentir mais confiante, segura, sem falar no bem-estar que o esporte te proporciona.

Sua equipe teve um aulão especial de defesa pessoal para esse período? Vocês gostam de treinar essas técnicas? Compartilhem com a gente nos comentários 🙂


Lembrando: em casos de violência contra mulheres, ligue 180 e denuncie!

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como o jiu-jitsu pode me ajudar no Carnaval?

log in

reset password

Voltar para
log in