Menstruação e treino: combina?


Muita gente me pergunta se eu treino enquanto estou menstruada. Sim, eu treino. Imagine perder uma semana toda de treino por mês porque estou sofrendo do desespero feminino? Fazendo as contas: uma semana por mês, doze semanas por ano. Totalizando três meses sem treinar! Não dá, né? Mas ou você esquece, ou, se tanto te incomoda, você ameniza de alguma forma. Conversei com algumas mulheres que treinam de diferentes formas e vim aqui contar para vocês ;).

“Eu treino como vou ao trabalho. Coloco um absorvente com abas, já que o sem abas não me dá segurança alguma. Como faço treinos seguidos, sempre vou ao banheiro no intervalo para me certificar da situação, e troco. Nos dois primeiros dias, e às vezes até no terceiro, o fluxo é um pouco mais intenso. Quando vejo que há probabilidade de vazar, eu coloco um absorvente noturno por garantia. Além disso, procuro sempre colocar um shorts mais comprido que o normal e mais justinho – na verdade, não muda nada, mas meu psicológico me faz sentir melhor, então funciona.”

Nossa colunista Fabianna usa absorvente interno. Ela não se sente bem em usar apenas o absorvente por muitos motivos: gruda na pele, sai do lugar… E, claro, há o perigo de sujar o kimono. Ela coloca o absorvente interno quando chega na academia, treina, tira e sai de absorvente comum mesmo. Às mulheres que se sentem incomodadas com o uso do interno: é importante que sigam rigorosamente a forma de uso, porque ele não é para ser sentido. Fabi indica!

Já Pamella, nossa colaboradora, usa o tal do “coletor menstrual” ou carinhosamente chamado de copinho e diz de coração que ele mudou sua vida! Ela morria de medo de usar absorvente e sujar o kimono, tanto que nem treinava nos dias chatos. Para quem não conhece, é uma novidade que muitas mulheres estão aderindo. O coletor é feito de silicone, tem um formato de “copinho” mesmo e, sendo assim, embora o seu tamanho um pouco avantajado assuste, ele se ajusta muito bem ao corpo da mulher e não machuca. Segundo a Pamella, ele é confiável na praia, na piscina e, inclusive, no treino. Ela não sente que está menstruada, não sente incômodo algum, e assume que é um pouco difícil de colocar, mas só até se acostumar.

É importante dizer que o copinho merece um cuidado especial com higiene. Ele deve ser presenteado com uma panelinha individual, só dele mesmo para, ao final da menstruação, ser fervido. Sim, ele é reutilizável: tem uma vida útil de 5 a 10 anos, dependendo da forma com que é usado. Porém, deve ser trocado caso apresente qualquer avaria. É só cuidar direitinho e aproveitar a chance de economizar dinheiro para os campeonatos. \o/

Em relação à troca dele durante a menstruação, a Pam diz que a frequência higienização depende muito do fluxo de cada uma. No caso dela, por ter um fluxo bem pequeno, ela tira de 12 em 12 horas. Ela acorda, se arruma de manhã, trabalha, passa o dia, treina e só tira chegando em casa. Mas isso é algo muito particular, que exige prática e conhecimento de seu próprio corpo. Outra grande vantagem do coletor, não só para o treino, mas para a natureza é: não produzir lixo! Uma pena que ele não tenha um preço tão acessível para um teste, mas ela super recomenda para quem pretende conhecer e está disposta a tirar todas as dúvidas, pois é uma defensora do coletor menstrual.

A menstruação ainda é um tabu. Ainda mais porque nós, mulheres, ficamos na maioria das vezes no meio dos homens no treino e morremos de medo de acontecer algo. Entre nós a gente se entende, mas homem não vive isso, né? O importante é escolhermos um método que nos faça sentir confortáveis e, principalmente, não deixar de treinar durante o período menstrual. Use kimono preto, shorts apertado, calcinha de vovó, mas não falte! Todo mundo passa por isso. Os treinos devem ser proveitosos até nos piores dias.

Ah, como a maior novidade do post é o coletor, a Pam me ajudou e enviou uns links úteis para quem quiser entender melhor 😉

1. BuzzFeed sendo BuzzFeed: Desvendamos tudo o que você precisa saber sobre o coletor menstrual

2. Pouca gente sabe, mas o coletor foi criado em 1937. Neste link, você conhece melhor a história do copinho.

3. Conhecem a Jout Jout? Com todo sua animação, ela fala neste vídeo aqui sobre o coletor.

4. Dúvidas? Perguntas? Talvez você encontre as respostas aqui.

Qual sua reação

Curtir Curtir
2
Curtir
Amei Amei
12
Amei
Haha Haha
1
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 8

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Comecei a praticar jiu jitsu ha mais ou menos um mês e fiquei menstruada hoje. Tava toda preocupada e joguei no google “jiu jitsu menstruada” e achei o texto! Uso coletor menstrual e vou tentar treinar com ele usando também um absorvente externo pra ver como fica porque meu fluxo é muito intenso. Adorei o site. Vou acompanhar.

  2. Gente, adorei o artigo. Essa semana treinei menstruada. E na verdade nunca pensei que pudesse ser um problema sabe. A gente não pode deixar de fazer as coisas por conta disso se não já era vida. Além de tudo, o treino ameniza as minhas cólicas, então é ótimo. É só usar esses truques, o que fizer a gente se sentir mais confortável e partir pra o rola!

  3. Amei o post! Mas tenho uma dúvida. Quando treinamos, o fluxo menstrual aumenta? Ex.: sexta – treino normal/sábado e domingo – sem treino, viajei/segunda – sem treino, estava um pouco viajei/terça – sem treino, reunião até tarde no travalho/hoje (quarta) durante todo o dia o fluxo ja estava fraco (estava felicíssima), fui treinar, fui ao banheiro no meio do treino, continuava fraquinha, mas quando voltei para o dojô, o fluxo aumentou desesperadamente!

  4. Adorei quqerida obrigada por compartilhar. Vou recomeçar Bjj depois dde 1 ano parada , e justo hoje é o tal dia ufffa , nao podia adiar o meu regresso por causa disso né! Entao este seu post veio a calhar. ????

Menstruação e treino: combina?

log in

reset password

Voltar para
log in