Sobre a nova geração de faixas pretas do feminino


O texto de hoje é pra falar um pouco sobre as recém saídas da faixa marrom. Estávamos “acostumados” a ver lutas entre Gabi Garcia, Bia Mesquita, Mackenzie Dern, Monique Elias, Talita Treta, Michelle Nicollini, Luiza Monteiro, mas esse time vem ficando cada vez maior e, principalmente, melhor.

Desde que entrei no jiu-jitsu achava muito bonito ver o jogo das citadas acima, mas ficava ainda mais fascinada ao ver as meninas que estão hoje na preta e na época lutavam de roxa ou marrom.

Baby, Nathiely, Bia Basilio, Cláudia do Val, Tayane Porfirio, Nina Ribeiro são a prova que o jiu-jitsu se renova a cada dia, e que dá sim pra chegar nas melhores do mundo. Basta se esforçar e lutar para isso.

WhatsApp Image 2017-05-23 at 11.37.21

Acompanho a Nathiely desde a roxa e ficava fascinada vendo as lutas dela com a Bia ou com a Baby (Ana Carolina Vieira). A Baby que passou por algumas lesões, chegou bem na faixa preta, e em sua primeira luta de black belt, passou, montou e finalizou Luiza Monteiro, que já tinha alguns anos na faixa.

Nathiely x Talita Treta, Tayane x Bia Mesquita, Cláudia do Val x Monique Elias, Claudia do Val x Bia Mesquita são lutas que você não pode deixar de ver sem que o coração fique na mão.

Bia Basilio x Tayane, Bia Basílio x Bia Mesquita então nem se fala, Baby x Claudia do Val entre tantos outros combates de tirar o fôlego. Fico pensando em Izadora Cristina, Andressa Cintra, Sayuri Toledo, Julia Boscher, Gabriela Fechter, Danny Arouca, Mayssa Bastos e Renata Marinho chegando bem na faixa preta e dando aquele trabalho para as que estarão com mais tempo de preta.

Para este mundial, aposto muito nessas recém chegadas à faixa máxima do jiu-jitsu. Não posso afirmar com certeza que elas ganharão todas as lutas, mas com toda certeza, darão lindos combates para nos inspirar a treinar ainda mais.

E você, em quem aposta para levar esse mundial IBJJF?

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a nova geração de faixas pretas do feminino

log in

reset password

Voltar para
log in