5 dicas que podem ajudar na sua evolução e nas metas para 2020


Final de ano se aproximando e você provavelmente já começou a refletir sobre quais de suas metas de 2019 você conseguiu cumprir. Certamente nem tudo saiu como planejado. Alguns objetivos ainda não foram alcançados, alguns planos a longo prazo e outros que você nem esperava, mas que chegaram bem antes do que você imaginava. Mas sem dúvidas 2019 foi um ano de crescimento e muito aprendizado, inclusive no jiu-jitsu.

Durante esse ano alguns treinaram pouco, outros conseguiram ser bem frequentes, alguns finalizando o ano de graduação nova, outros que ainda estão a caminho. Mas o que provavelmente todos nós temos em comum é o pensamento de aproveitar o novo ano para fazer algo mais; treinar mais, competir mais, se dedicar mais e sem dúvidas, evoluir. Pensando nisso, separei algumas dicas que podem nos servir como metas ou até mesmo inspirar outras a serem cumpridas em 2020.

  1. Incluir o jiu-jitsu como parte fundamental da sua rotina

Se esse ano você sentiu que teve dificuldades em se manter frequente nos treinos, ou se o cansaço da rotina do dia-a-dia te manteve indisposto, essa sem dúvidas é a primeira meta a ser pensada. Encarar o jiu-jitsu como parte do seu dia e torná-lo um compromisso diário. Mesmo que você não consiga estar todos os dias nos treinos, estabeleça pelo menos dois ou três dias na semana para que você esteja treinando sem faltas, ainda que seja só um, mas esteja lá todas as semanas. Isso faz parte do comprometimento e do encarar o jiu-jitsu como um estilo de vida, pois acredite, naqueles dias de estresse e cansaço ele vai ser o seu melhor aliado.

  1. Aprender com os seus erros

Independente de você ter ou não graduado esse ano, vale pensar nas suas ações dentro do tatame, não somente no que se refere às frequências nos treinos, mas no jiu-jitsu como um todo. Na sua disciplina, na evolução de suas técnicas, onde você teve mais dificuldades e como elas podem ser superadas, onde você erra mais, em que situações seu professor ou professora chamam mais a sua atenção. Vale fazer um balanço e criar metas para melhorar o seu jogo, aperfeiçoar aquela queda, fortalecer aquela pegada, firmar aquela guarda, afiar aquela passagem, enfim! Você não precisa ser bom em tudo, mas antes de dizer que não consegue, pode se esforçar pra fazer o melhor que você pode.

  1. Aperfeiçoar as suas técnicas/seu jogo

Aprender técnicas novas é muito empolgante, especialmente quando trocamos de faixa, ficamos ansiosos para aprender algo novo, encantados quando vemos aquela técnica super diferente na internet. Mas que tal aperfeiçoar aquilo que você já sabe? Muitos dos grandes atletas que nós temos no jiu-jitsu hoje são conhecidos por técnicas ou movimentações específicas nas quais são muito bons e dificilmente chegaram nesse patamar contando apenas com o talento. Tente criar um repertório no seu jogo, estabeleça algumas técnicas nas quais você considera ser seu ponto forte e trabalhe em cima disso.

Esse é um conselho que sempre ouço do meu professor, você pode não ser muito bom de queda, por exemplo, mas escolha uma na qual você tem mais confiança e treine até você ser muito bom com ela. Considero ser muito importante termos técnicas nas quais temos confiança em executar e para executá-las bem, é necessário treinar muito até aperfeiçoá-las. Isso não significa que você estará limitado a um repertório de técnicas e movimentações durante o rola e muito menos que você não deverá estar aberto a prender coisas novas, mas isso pode te garantir grande vantagem quando algo não der certo, ou quando você estiver inseguro e lembrar daquela técnica que você sabe que tem muito mais confiança para executar e que se encaixa perfeitamente naquela situação ou que você pode brigar para chegar nela.

  1. Estar atento aos pequenos detalhes

Não existe uma fórmula mágica para melhorar o seu jogo e nem sempre na hora do rola você vai conseguir executar a técnica passo a passo como você aprendeu. Mas se tem algo que pode fazer a diferença é estar atento aos mínimos detalhes, que muitas vezes nós nos dispersamos, como: não soltar as pegadas, passar pressionando, cuidar com o braço esticado, manter a postura e principalmente entender os fundamentos das técnicas. Geralmente são detalhes que não nos atentamos, especialmente quando estamos nas faixas azul e branca, mas que podem ser aperfeiçoados e sem dúvidas vão fazer muita diferença no seu jogo.

Além disso, criar uma estratégia e analisar não só os seus movimentos, mas o do seu oponente também, não é por acaso que o jiu-jitsu é conhecido como o xadrez humano. Uma maneira muito boa de melhorar isso, embora pareça clichê, é observar os graduados rolando, é um detalhe muito importante também, manter a disciplina no tatame e evitar conversas fora de contexto e prestar mais atenção em como os mais graduados rolam e no desenvolvimento do jogo deles.

  1. Estudar!

Estude de todas as maneiras possíveis, seja lendo artigos, assistindo vídeos, assistindo competições, observando os rolas dos seus colegas de treino, e principalmente tentando colocar em prática o que você estuda. Pesquise sobre os atletas com os quais você se identifica, leia sobre suas trajetórias e evolução no jiu-jitsu, pesquise sobre as técnicas e suas variações, tire suas dúvidas com o seu professor, estude maneiras de superar suas dificuldades e de como aperfeiçoar suas técnicas, vá a competições mesmo que seja só para assistir às lutas e assista também na internet lutas de grandes competições e de seus atletas favoritos. Estude sobre tudo, estude sobre jiu-jitsu, aprenda mais sobre a arte, sobre as federações, sobre as regras, principalmente se você é ou pretende ser competidor. O jiu-jitsu não deixa de ser uma formação e chegar à faixa preta é o diploma, você pode ser um professor ou uma professora um dia, ou um grande atleta, ou mesmo que seja apenas um praticante apaixonado, conhecimento nunca é demais e será seu maior aliado na sua evolução.

Eu nem preciso falar sobre confiança, não é mesmo? Afinal, seguir cada pequeno passo desses já te ajudará a ser mais seguro de si mesmo. Mas nunca se cobre mais do que você pode fazer e não tenha medo do tempo. O jiu jitsu é para ser algo que acrescenta e não que te deixa mais preocupado. Faça tudo de acordo com suas possibilidades, estabeleça suas próprias metas, cada um tem o seu tempo e saiba que se você não parar, mesmo que seja a pequenos passos, a faixa preta vai chegar, não importa o tempo, só não pare.

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 dicas que podem ajudar na sua evolução e nas metas para 2020

log in

reset password

Voltar para
log in