A Yoga no tatame


Yoga ou ioga significa controlarunir. É um termo de origem sânscrita, uma língua presente na Índia, em especial na religião hinduísta. A prática tem como objetivo trabalhar corpo, mente e espírito de uma forma que traga equilíbrio para os três.

Existem diversos ramos da yoga, como a Raja Yoga, Ashtanga Yoga, Vinyasa Yoga, Kundalini Yoga, Nidra Yoga, Hatha Yoga, etc. Cada uma delas possui ações e atividades diferentes para trabalhar com os indivíduos, cabe a você decidir qual aquele que você mais se identifica.

A yoga trabalha as emoções, ajuda as pessoas a agir de acordo com seus pensamentos e sentimentos, além de trazer um profundo relaxamento, concentração, tranquilidade mental, fortalecimento do corpo físico e o desenvolvimento da flexibilidade.

E o que tem o jiu-jitsu com isso? Absolutamente TUDO!

A família Gracie já pratica Yoga para melhorar o jiu-jitsu há muito tempo. Rickson Gracie foi quem começou a fazer, segundo ele a modalidade ajuda a limpar a mente e se manter no momento presente. Para que o atleta seja completo, é preciso haver um crescimento na parte filosófica e espiritual. A combinação é complexa e estratégica.

Com a modernidade, os treinos dos competidores são muito eficientes, mas é preciso juntar: parte técnica, filosófica e espiritual.

“A maioria se prepara fisicamente, mas esquece do jogo mental.”

Os praticantes de jiu-jitsu, em sua maioria, complementam a sua preparação física com treinos de força ou outros esportes, e têm como última opção a yoga, que é de longe, a que mais ajuda.

Aqui estão alguns dos infinitos benefícios que a yoga traz para o praticante:

  • Melhora a flexibilidade: este é um dos benefícios mais procurados pelos praticantes, já que durante as lutas a flexibilidade conta muito na hora de aplicar golpes com sucesso e perfeição. Muitas são as reclamações dentro dos tatames, dores nas costas, quando se fica muito tempo arqueado, virilha, nas aberturas de guarda, dificuldade nas transições de posição por não haver mobilidade nos quadris, limitações para rotação de ombros, etc. Com a yoga essas limitações são diminuídas e muitas vezes excluídas devido ao aumento da flexibilidade, o que leva também ao próximo tópico.
  • Melhora e prevenção de lesões: durante as aulas, além de aumentar a flexibilidade, construímos uma estrutura muscular, o que ajuda a melhorar a postura e alinhamento corporal, fazendo com que o corpo trabalhe da melhor forma possível. Um estudo realizado na Universidade Federal de Santa Catarina, feito com 78 participantes, revelou que 30% dos praticantes de jiu-jitsu já sofreram algum tipo de lesão, sejam elas entorses ou estiramentos. A maioria destas lesões acontece por exigirmos demais do nosso corpo durante os treinos, junto à falta de alongamento muscular e enfraquecimento das estruturas articulares.
  • Previne dores:A yoga tem o poder de ensinar a sua mente a exigir diferentes músculos, trazendo uma consciência corporal maior. Algo muito comum no meio são as dores na região lombar da coluna vertebral e quadris, provenientes de má postura, fraqueza muscular, desequilíbrio na estrutura e encurtamento da musculatura da coxa. Esse desalinhamento leva a fortes dores na região dos quadris e joelhos.
  • Melhora a concentração: durante uma luta de jiu-jitsu a concentração se torna essencial para o sucesso da aplicação dos golpes. Atletas concentrados terão muito mais eficácia. Para isso trabalhamos na yoga técnicas de meditação que trazem o praticante ao presente, controlando sua respiração e pensamentos. Devido à ansiedade e nervosismo na fase de pré-competição, muitas vezes o atleta acaba perdendo o foco o que pode trazer péssimos resultados. Com a mente clara e presente, se torna muito mais fácil aplicar golpes certos, claros e eficazes no combate.
  • Melhora da capacidade respiratória: com as técnicas respiratórias você terá um aumento da capacidade pulmonar. Durante as lutas nossa capacidade diminui devido à ansiedade, esforço físico e pressão do oponente. Sabendo como administrar sua respiração, seu desempenho durante a luta irá melhorar, podendo trabalhar os picos de explosão e recuperação juntamente com a concentração. Isso trará como benefício uma luta menos exaustiva e com uma maior eficácia.

Depois de todas essas dicas, fica quase impossível não querer conhecer mais e fazer uma aula de Yoga!

Namastê.

Qual sua reação

Curtir Curtir
2
Curtir
Amei Amei
2
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Yoga no tatame

log in

reset password

Voltar para
log in