Premiação em dinheiro e categorias lotadas: o que promete o Campeonato Brasileiro 2019?


No próximo sábado, dia 27, começa o Campeonato Brasileiro 2019. Um dos eventos mais esperados pelos atletas e que este ano traz uma novidade: premiação em dinheiro. O que promete o Brasileiro 2019?

As crianças abrem o campeonato, nos dias 27 e 28 de abril, e já vão garantir um belo show no Ginásio José Corrêa. O crescimento do jiu-jitsu vem possibilitando também o aumento da sua prática entre as crianças e adolescentes. Cada vez mais cedo eles começam a competir e se destacar no esporte.

A categoria Faixa Cinza Mirim 3 (9 anos) Pluma, por exemplo, conta com 21 atletas. E tantas outras faixas e categorias de idade que estão cheias com essa galerinha que é o futuro do esporte. No sábado e domingo serão disputadas as categorias de 4 a 17 anos: pré-mirim, mirim, infantil, infanto juvenil e juvenil.

Na segunda-feira, dia 29, começam as lutas dos adultos e masters. Será uma semana inteira de competição, até domingo, dia 5 de maio. A principal novidade para este ano, anunciada pela CBJJ no Instagram, foi a premiação em dinheiro para os campeões na faixa preta, como falamos aqui.

É um passo muito importante para a profissionalização do jiu-jitsu. Mas muitos comentários mencionavam a categoria master e as faixas coloridas, que não terão premiação.

É curioso observar que muitas dessas categorias estão ainda mais cheias que a faixa preta adulto. Na faixa azul, por exemplo, o peso pena (masculino), tem 118 atletas. O pluma, 93 e o leve, 99. Entre as mulheres, o peso leve conta com 50 inscritas, o pena com 43. A faixa azul sempre traz muitos atletas. Muitos deles já levam o jiu-jitsu muito a sério e começam a investir na carreira de atleta.

Assim como a faixa roxa e marrom. O peso leve roxa masculino tem 89 atletas inscritos. As faixas coloridas contam com um número muito grande de atletas. Seria interessante pensar em algum tipo de retorno para essas pessoas. Até porque, sabemos que é difícil ser atleta no Brasil. Quantos faixas azuis, roxas e marrons não conseguem continuar na caminhada por falta de patrocínio e retorno financeiro? Valorizar esses atletas pode aumentar ainda mais o nível das competições quando eles chegarem à faixa preta.

O mesmo com a categoria master. A faixa preta Fafá Pereira falou aqui sobre a desvalorização dos atletas masters. Percebemos também a diferença no número de inscritos em algumas categorias na faixa preta. Por exemplo: no meio-pesado masculino, 29 inscritos no adulto. Já no master 1, foram 45, no master 2, 51 e no 3, 40 atletas.

O que promete o Brasileiro 2019?

Podemos concluir que, com certeza, será uma semana de muitas emoções e ótimas lutas em Barueri – SP. O Campeonato Brasileiro atrai atletas do país todo e outros cantos do mundo. Atletas que fazem rifa, vendem doces, sanduíches e fazem sorteios para conseguir custear a viagem. Para muitos, o campeonato mais importante do ano.

Por isso, é tão importante continuarmos caminhando para a profissionalização do esporte. Veremos lutas muito duras e atletas com um potencial enorme no Brasileiro. Já pensaram na capacidade de crescimento que o jiu-jitsu tem? Campeonatos como esse nos mostram isso. Cabe a nós continuarmos fazendo um bom trabalho. E às federações, recompensarem o esforço dos atletas, que não é pouco.

Nos vemos em Barueri!

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Premiação em dinheiro e categorias lotadas: o que promete o Campeonato Brasileiro 2019?

log in

reset password

Voltar para
log in