Pequena atitude que transforma nossas crianças no jiu-jitsu!

Que tal ensinar as crianças a lavar seus próprios kimonos? Uma tarefa que parece tão simples exige monitoramento dos responsáveis, e além de tudo, auxilia no aprendizado de seus filhos.

Muitos educadores já defendem que os pais não devem delegar uma tarefa como forma de punição, mas sim como uma forma de a criança adquirir autonomia, mostrando que o filho tem a capacidade para fazer aquilo. Segundo Mayara Gaiato, Psicóloga Infantil, crianças a partir de 12 anos já podem ser ensinadas a manusear a máquina de lavar roupas e todo o processo sucessivamente, como separar cores e os produtos que devem ser utilizados.

Alguns passos se seguidos corretamente garantem a vida útil do kimono. São eles:

  • Chegar do treino e lavar, se isso não for possível é recomendado estender a armadura para que o mau cheiro não fique no tecido;
  • Programe o ciclo delicado na máquina;
  • Sabão e amaciante neutros de boa qualidade ou aqueles destinados à praticas esportivas;
  • Vinagre em pequena quantidade para tirar o mau cheiro;
  • Bicabornato de sódio para kimonos brancos, pois garantem que eles fiquem ainda mais brancos.

As crianças desde sempre devem se sentir úteis dentro de casa, como parte da família. Fazer isso aumentará inclusve a autoestima delas. Essa “atividade doméstica” só deve ficar mais leve para que tudo funcione e entre no processo de você conseguir ensinar seu filho a lavar seu próprio kimono. Para que tudo dê certo, deixe as críticas de lado, envolva brincadeiras, lance desafios como pesquisas na internet (pesquisar como tirar o mau cheiro e manchas da armadura, por exemplo, já que isso exige uma boa consulta na rede).

Certamente, com essas dicas e outras que você poderá elaborar, ficará muito mais fácil fazer tudo acontecer e transformar nossas crianças a serem mais responsáveis.

Além disso, é essencial zelar pela segurança da criança, que ainda não tem o mesmo discernimento de um adulto sobre o que é perigoso. Tarefas novas devem ser sempre acompanhadas e supervisionadas. Essa é uma oportunidade de a criança aprender que vidros cortam, que equipamentos elétricos podem dar choque, que produtos de limpeza podem ser tóxicos, e muito mais.

O adulto responsável tem o papel de ensinar e evitar qualquer acidente. Com tudo isso em mente, demonstrar satisfação com a ajuda da criança fará toda a diferença, fazendo com que ela se sinta importante e realizada.

Posts relacionados