Atleta da Semana: Tanara Queiroz


O Atleta da Semana de hoje recebe a faixa azul Tanara Queiroz. Ela já tinha tido contato com lutas antes de se deparar com o jiu-jitsu, mas ainda lhe faltava algo a mais! Foi quando a mãe de sua amiga (antiga praticante) a motivou e logo lhe emprestou um kimono que estava guardado para a sua primeira de muitas aulas pela frente.

”Hoje eu mantenho meus treinos na Gfteam Novo Mundo, tenho 2 anos e 4 meses dentro do esporte e cada ganho, cada luta, cada perda e vitória eu acredito que seja mais um grande passo da minha vida não só como atleta mas também como pessoa.”

Alimentação

Ela não tem uma alimentação tão regrada, porém é rigorosa nesse quesito em períodos de competição. Mas confessa que a sua maior tentação é o famoso açúcar! A Tanara acredita que o equilíbrio é a base de uma vida saudável, ela já emagreceu 16 kg no jiu-jitsu.

A vida de atleta: benefícios e dificuldades

O jiu-jitsu mudou a sua vida completamente, adquirindo autoconfiança, mais condicionamento físico, equilíbrio, raciocínio rápido e até a capacidade maior de escutar.

Mas fora os benefícios pessoais, ela frisa o crescimento feminino no esporte:

”Umas das coisas que mais me deixa feliz é ver o crescimento da parte feminina no esporte. Quando eu entrei não era muito de se notar meninas nos treinos, e olha que tem pouco tempo, imagina as mulheres que praticam há mais tempo!”

E desabafou conosco algumas dificuldades encontradas pela falta de reconhecimento no esporte, como premiações inferiores ao do masculino e o machismo encontrado nos treinos.

Campeonatos

A Tanara começou a competir com apenas 1 mês de jiu-jitsu e não se arrepende. Na sua percepção cada um tem seu tempo de evolução no esporte. Copa JPA e Copa Alfabarra (ambos em 2017) foram alguns de seus títulos na faixa branca.

Seu jogo preferido no jiu-jitsu é passar guarda, mas também é craque em dar uns triângulos e estrangulamentos de lapela de surpresa.

E deixa a sua mensagem final:

Na minha concepção, mulheres devem sempre estar admirando, apoiando e seguindo umas às outras, a união deve vir de nós até chegarmos a igualdade esperada! Eu vejo um mundo igual pra todos, principalmente no esporte, especialmente no jiu-jitsu que muitas vezes foi dito como um esporte masculino, o mesmo que hoje marcas já fazem kimonos para ao biotipo feminino. Essa luta é grande mas nossa vitória é diária!

Qual sua reação

Curtir Curtir
9
Curtir
Amei Amei
5
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atleta da Semana: Tanara Queiroz

log in

reset password

Voltar para
log in