Deise Leonanjo – de Itamaraju para o mundo


Hoje vou contar um pouco da história da Deise, atleta faixa roxa da equipe Renzo Gracie, que aos poucos está conquistando o mundo dentro do jiu-jitsu.

A sinistra tem como sonho conquistar a faixa preta e ser uma referência dentro do esporte.

Como tudo começou:

A Deise conheceu o jiu-jitsu no ano de 2016. As aulas de jiu-jitsu do professor Rodrigo despertaram a curiosidade nela enquanto esperava o treino de muay thai começar.

Hoje ela consegue se dedicar 100% a sua carreira dentro do esporte.

O estilo de jogo que ela gosta é jogar na guarda, mas com as experiências em campeonatos, está tentando ser uma atleta mais completa, melhorando o jogo de passagem. Uma preferência da sinistra Deise é a chave de braço da guarda fechada.

Para ajudar nas despesas a faixa roxa faz alguns “bicos” e trabalha em algumas competições.

Segundo ela, sua rotina é intensa, treinando duas vezes ao dia de segunda a sábado. Ela intercala os treinos de Gi e No Gi, além da preparação física três vezes na semana.

Dentro do esporte a sua maior inspiração é o Casquinha, seu professor antes da mudança para os EUA.

“- Evolui muito enquanto treinava com ele, aprendi muita coisa dentro e fora dos tatames e sempre tenho ele como referência pra tudo que faço.”

Benefícios e dificuldades dentro do esporte:

A casca grossa largou tudo por causa do esporte e pra ela, o maior beneficio que o jiu-jitsu trouxe foi ter expêriencias fora do Brasil e conhecer lugares pelo mundo que nunca imaginou que um dia conheceria.

O jiu jitsu mudou e transformou a vida da faixa roxa, onde nem ela conseguiria imaginar que o esporte traria tantas mudanças.

A dificuldade para a Deise é a mesma na maioria das atletas: a falta de apoio dentro do jiu-jitsu.

” – É bem difícil achar competições que pagam dinheiro e patrocínios que realmente investem nos atletas”

Estados Unidos

Hoje, Deise mora em New Jersey e treina em New York.

A faixa roxa conta que ultimamente está treinando muito mais o No Gi, porque na sua região as competições de No Gi estão ficando cada vez maiores dentro dos EUA, e os campeonatos tem uma premiação muito significativa, onde os competidores estão se dedicando cada vez mais nos treinos sem pano.

Ela diz que para quem tem vontade de competir fora do Brasil, as competições internacionais não são muito diferentes das nacionais, a preparação para os campeonatos é basicamente a mesma.

Imagem: arquivo pessoal

Mas para quem tem o sonho de morar nos Estados Unidos e viver do esporte a dica da casca grossa é investir em aulas de Inglês, que é uma das grandes dificuldades dela.

Os EUA é cheio de oportunidades dentro do jiu-jitsu, então é legal chegar tendo uma “bagagem”.

Principais Títulos:

Campeã Mundial IBJJf 2018

2x Campeã Sul Americana IBJJF

Campeã Brasileira IBJJF

Campeã Grand  Slam London

Terceiro lugar World Pro Uaejjf

Campeã North American Uaejjf

Campeã South American Uaejjf

4x Campeã BJJ PRO CBJJ

5x Campeã Open CBJJ

Facebook: Deise Leonanjo

Instagram: @deiseleonanjobjj

 

O Bjj Girls Mag agradece a entrevista e deseja muito sucesso em sua carreira <3

Qual sua reação

Curtir Curtir
5
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deise Leonanjo – de Itamaraju para o mundo

log in

reset password

Voltar para
log in