Filhos no tatame


Nós que praticamos jiu-jitsu sentimos na pele todos os efeitos benéficos que esta luta nos traz, então porque não fazer com que os filhos sintam o mesmo?

Em tempos onde as crianças estão cada vez mais voltadas para telas de celulares e tablets é urgente que os pais ou responsáveis busquem interromper o contato delas com estes meios de entretenimento em vários momentos do dia para que possam perceber e sentir o que acontece ao seu redor.

Para que elas cresçam e se desenvolvam de forma mais saudável e feliz é necessário que tenham acesso a diferentes estímulos ao longo da sua rotina. Brincar, se movimentar, enfrentar desafios e se relacionar com outras pessoas é fundamental para o desenvolvimento harmônico das crianças.

O jiu-jitsu é uma arte marcial que proporciona aprender técnicas de luta e, também, adquirir habilidades que serão levadas para uma vida toda. Habilidades não apenas físicas, já que o praticante desenvolve um aumento de controle muscular, dos reflexos, melhoria da mobilidade, redução de peso, mas também desenvolve a inteligência emocional visto que são trabalhadas diferentes emoções nos treinos como a frustração, a raiva, a felicidade, o orgulho.

Com a arte suave também se aprende que, com paciência, esforço e dedicação é possível, sim, alcançar o que se almeja. O respeito aos colegas, senso de hierarquia e disciplina são outros benefícios que as crianças conquistam para as suas vidas por meio do jiu-jitsu. As mudanças que esta arte marcial traz são imensas e influenciam diretamente no comportamento desses seres que ainda estão em desenvolvimento.

Uma criança que possui personalidade mais agressiva tem a oportunidade de canalizar essa agressividade para dentro do tatame e, por consequência, vir a se tornar uma pessoa mais tranquila. Assim como, se for mais insegura tem a possibilidade de descobrir uma força interior nunca antes desenvolvida e, consequentemente, se tornar uma pessoa mais autoconfiante. Sem contar o vínculo afetivo que se cria entre os colegas e os professores que pode ser levado para sempre.

Se dividir o tatame com os colegas de treino é bom, imagina ter a oportunidade de fazer o mesmo com os filhos e filhas! E então, tá esperando o que pra trazer os filhotes pro treino?

Foto: André Nunes – @andlsnunes

Qual sua reação

Curtir Curtir
4
Curtir
Amei Amei
3
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filhos no tatame

log in

reset password

Voltar para
log in