Mulher jiujiteira se ama


O jiu-jitsu nos proporciona o contato com a nossa capacidade pessoal. Com os erros e fracassos nos treinos, adquirimos a nossa própria experiência. E o que é nosso, é único e seguro!

Você possivelmente já ouviu falar que a maneira que lidamos no tatame reflete na nossa vida social. Mas antes da social, sempre vem a pessoal, a íntima! E a mulher jiujiteira precisa encarar o seu íntimo de forma realista a todo instante, pois jiu-jitsu não foi feito para quem está em busca de modinha, essas pessoas não aguentam nem um mês.

E é ai que está a diferença entre ser “marrenta” para esconder o medo e da confiança de não precisar provar o que se é. O que pode tornar mulheres que lutam, de fato, mais fortes.

Falando assim até parece que essas mulheres são heroínas a tal ponto de não precisarem de ninguém ao seu lado, o que seria pura mentira. Jiujiteira é humana! Não gosta de perder, não gosta de sofrer, não gosta de apanhar, mas como qualquer ser humano, ela gosta e precisa de amor.

Mas em um relacionamento onde não exista a sua vontade própria, ela não pode estar! Ou seja, em um relacionamento abusivo. Em que o parceiro te omite, te exige falar baixo, mudar suas roupas, não ter amigos e não poder contar as agressões físicas e psicológicas para a sua família.

Não é dizer que mulheres que lutam estão livres de passarem por isso, muito pelo ao contrário! Mas o jiu-jitsu pode fazer com que as mulheres se sintam mais autoconfiantes e encorajadas a denunciar uma situação de abuso. Por quê? Elas lidam com a pressão diariamente nos seus treinos, como se fosse preciso chegar ao seu máximo de dor todo momento.

A dor se torna um hábito e se reerguer passa a se tornar parte da sua personalidade. A diferença é que essas mulheres passam saber dar o limite do seu espaço, elas lutam por elas mesmas o tempo inteiro e não é qualquer pessoa que desestrutura a sua muralha!

Essas tem a sagacidade da convivência com outros homens nos treinos e principalmente, essas sabem que um ‘’NÃO’’, não tem a capacidade de derrubar ela.

Pois se for para chorar, que seja após ter lutado até o último minuto no tatame. E mesmo assim, vai perder com a cabeça erguida, com a sua dignidade! Mulheres assim se tornam mais fortes porque sabem que sobrevivem.

Elas lutam só pelo o que vale a pena, elas vão sentir, mas vão sentir tanto… A ponto de colocar para fora em forma de superação.

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
7
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher jiujiteira se ama

log in

reset password

Voltar para
log in