Campeã do WGP, Brena Cardozo se inspira em Poliana Botelho para fazer bonito no MMA


Brena Cardozo - Crédito foto - Renato Ávila
thumbnail-caption

Fera da trocação deve estrear nas artes marciais mistas ainda em 2019

Um dos principais nomes da trocação no cenário brasileiro de kickboxing, Brena Cardozo tem feito bonito pelos eventos pode onde passa. Aos 25 anos, a lutadora, natural da cidade de Itaboraí, Rio de Janeiro, busca desafios ainda maiores na carreira, já que negocia para estrear nas artes marciais mistas ainda esse ano. Questionada sobre a migração para o MMA, Brena fez questão de valorizar os atuais treinos com os companheiros de equipe:

— Os meus parceiros e sparrings da parte em pé são a maioria homens (risos), aqui da minha equipe Silva Top Team (Thiago Tortuguita, Gabryel, Anthony, Jhonatan PQD, Paolla e Juliana) são os principais parceiros que me oferecem treinos bem duros. Já a parte com foco no MMA eu faço com as meninas da equipe MSP, também me testo com elas nos sparrings de trocação. Lá só tem meninas duras que estão em todos os circuitos de competições tanto da trocação quanto do MMA.

Brena Cardozo – Credito foto – Renato Avila

Campeã do WGP, Brena Cardozo aguarda para saber quando irá defender o título peso-pena do maior evento de trocação da América Latina. Vindo de uma grande vitória na sétima edição do, quando derrotou Luciana Pereira de forma dominante, Brena soma 13 vitórias em 15 confrontos na gloriosa carreira. De olho em iniciar uma trajetória de sucesso, assim como no kickboxing, também no MMA, a lutadora fluminense revelou a atleta no qual mais se espelha:

— Gosto de ser agressiva nas minhas lutas, dificilmente vão me ver caminhando para trás (risos). Com relação a semelhança, não diria igual, mas curto muito o estilo de uma atleta na qual já acompanhava há um bom tempo antes mesmo de entrar para o Ultimate, sou bem fã  e hoje tenho a oportunidade de estar treinando com a mesma, que é a Poliana Botelho (atleta do UFC).

Brena busca seguir os passos de grandes nomes da história do MMA. Assim como a lutadora, nomes como Anderson Silva, José Aldo e Maurício Shogun também iniciaram as carreiras em modalidades que visavam a trocação para só depois migrarem para o MMA e se tornarem lendas do esporte. Ao falar sobre quem mais gosta de ver lutando atualmente, Brena citou os nomes de verdadeiras feras:

— Gosto muito de assistir o Aldo, John Lineker, Edson Barboza e a Cyborg. Admiro mais lutadores, mas citando a agressividade na trocação (o estilo de luta que me vejo fazendo) esses são os primeiros que vem na minha mente.

Sem poder dar muitos detalhes, Brena Cardozo afia o seu jogo tanto na trocação, quanto no solo para estrear nas artes marciais mistas ainda esse ano. A lutadora tem negociado para fazer a sua primeira luta na modalidade em breve, porém ainda aguarda uma posição do WGP sobre a sua primeira defesa de título na organização.

 

 


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

0

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Campeã do WGP, Brena Cardozo se inspira em Poliana Botelho para fazer bonito no MMA

log in

reset password

Voltar para
log in