Jiu-Jitsu e preparação física – Parte III: atletas de alto rendimento


Parte 1Parte 2


 

Conversamos um pouco com o personal trainer e preparador físico Vinicius de Moraes a respeito de musculação para atletas de alto rendimento.

O jiu-jitsu têm como base golpes utilizando kimono e alavancas, em que a força máxima nem sempre é o principal diferencial, mas sim as forças de tração e isometria, portanto deve-se trabalhar também a musculação como resistência, potência e preparo de articulações, a fim de evitar que lesões se agravem.

Através da musculação, temos uma melhora bioenergética, pois combinada com treinos de agilidade e exaustão, temos algo já aproximado do desgaste durante a aluta.

Vinícius explica um pouco mais sobre os elementos diferenciais:

Como preparar inicialmente um atleta?

Devemos considerar o nível de aptidão física do atleta, o período em que ele se encontra, e quais são os aspectos mais fortes e mais fracos, para podermos iniciar o trabalho de periodização. Também é necessário saber se o atleta já teve lesões (o que é comum no esporte de alto rendimento) para poder prescrever os exercícios corretos e de acordo com as suas limitações.

Periodização:

  • A periodização para atletas vai de acordo com o calendário de competições, e vinculado aos treinos específicos do esporte. Por exemplo, treinos que exigem maior resistência anaeróbia, devem ser incluídos no início da periodização, vinculados com treinos de manutenção de força e queima do catabolismo residual;
  • Conforme a competição aproxima, aumentamos a intensidade do treino e diminuímos o volume. Isso faz com que o atleta mantenha o desempenho para a competição;
  • O período de pós temporada, costuma ser mais tranquilo. O atleta tem tempo para se recuperar, consegue conciliar melhor os treinos e principalmente o período de descanso, que é um dos principais fatores, junto da  alimentação, que evita o overtraining.

Estratégias de treinamento

As estratégias são as clássicas de musculação: drop set, combinados, pirâmide… e por aí vai. Mas o segredo está na administração do tempo de descanso entre as séries, entre os exercícios e o número de séries e repetições. O profissional sabendo trabalhar com esses aspectos, atinge as fibras corretas (1A, 2A ou 2B) e garante o resultado do treinamento, claro, que sempre vinculado com a alimentação balanceada e supervisionada.

Treinamento para homens e mulheres

O direcionamento do treinamento fica na diferença biológica (homens em sua maioria têm os membros superiores mais fortes, enquanto as mulheres têm mais força nos membros inferiores), porém, deve-se avaliar as necessidades dos atletas. Homens e mulheres conseguem fazer o mesmo treinamento. Como dito antes, se o treinamento for bem administrado, a estratégia é simples de ser aplicada, e pode ser utilizada por qualquer atleta, respeitando suas necessidades e limites

Lesões

Comum em atletas de rendimento, porém, exige muita cautela. O nível da lesão deve ser especificado por um médico e um fisioterapeuta, e depois encaminhado para o profissional de Educação Física no momento certo para o fortalecimento da musculatura e trabalhado dentro da periodização.

E você? Conhece sobre preparo físico? Pratica algum tipo de preparação física? Gostaria de nos dar sua opinião ou enviar suas dúvidas?

Ajude-nos comentando!

Oss.

Qual sua reação

Curtir Curtir
1
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jiu-Jitsu e preparação física – Parte III: atletas de alto rendimento

log in

reset password

Voltar para
log in