Guest Post: Quantas calorias são gastas num treino de jiu jitsu?


O BJJ Girls Mag vem crescendo exponencialmente nos últimos meses (nossa gratidão a vocês!). Por isso, acabamos recebendo inúmeros textos superinteressantes de pessoas que, por diversos motivos, não podem participar da nossa equipe. Tentando aproveitar essa contribuição ímpar que recebemos e pensando em trazer esses textos para vocês, nós abrimos uma nova modalidade de participação no site que serão os guest posts ou os posts de convidados. Essa coluna será feita por vocês, nossas (os) leitoras (es), que poderão enviar seus textos e vê-los publicados aqui. Para participar, envie seu texto para pamella@bjjgirlsmag.com.br.

Estreamos hoje, com o texto do Glauciano Júnior, um pernambucano de 23 anos de idade dos quais 8 anos foram dedicados ao estudo e desenvolvimento das lutas. Atuou como coordenador de Lutas da Associação Atlética Acadêmica da Universidade de Pernambuco – UPE, foi monitor de lutas na Escola Superior de Educação Física – ESEF/UPE e na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Atualmente, na faixa marrom de jiu-jitsu sob o comando da Associação Andrade, é professor de Educação Física formado pela ESEF – UPE, bacharelando em educação física pela UFPE, proprietário da Kakaroto Fight, personal fight e administrador da página Jiu Jitsu da depressão – Kakaroto Fight.


Fala, galera!

Vocês sabem quantas calorias são gastas em um treino de jiu-jitsu? Não? Então reserva 5 minutinhos pra ler esta matéria que escrevi aqui e que com certeza servirá para tirar muitas das suas dúvidas!

Há várias reportagens e matérias em sites e revistas por aí que enchem o peito para dizer quantas calorias são gastas em uma sessão de treino de jiu-jitsu. Mas você já parou para pensar se estão falando realmente a verdade ou em como esse cálculo é feito? Ainsworth et al. (1990, 2000, apud FARINATTI, 2003) propuseram uma espécie de compêndio de atividades físicas (CAF), em 1993 e o atualizaram em 2000, que visava padronizar as estimativas de gasto calórico existentes no meio científico.

Tal compêndio englobou cerca de 605 atividades que iam de atividades da vida cotidiana como varrer a casa; passava por atividades do lazer, como ler um livro, e incluía também atividades esportivas, como nosso jiu-jitsu. A classificação das atividades foi feita em METs (Sigla em inglês para equivalente a “metabólico”) e divididas em atividades leves (< 3 METs), atividades moderadas (de 3 a 6 METs) e atividades vigorosas (acima de 6 METs).

Assim, multiplicando-se o peso corporal pelo valor do MET, e considerando a duração da atividade, é possível estimar o gasto calórico específico de um indivíduo cujo peso é conhecido. Para isso, basta multiplicarmos o valor em METs da atividade pelo peso (em kg) do indivíduo e em seguida pelo tempo (em horas) (FARINATTI, 2003). Por exemplo:

  • Um indivíduo de 60kg que pedala em sua bicicleta a uma intensidade de 4 METs (atividade moderada), por uma hora consome cerca de 240kcal/hora ou 4kcal/minuto, pois: 4 METs x 60kg x 1 hora;
  • Um indivíduo de 75kg que realiza a mesma atividade, durante o mesmo período consumiria cerca de 300kcal/hora ou 5kcal/minuto, pois: 4 METs x 75kg x 1 hora.

É importante ressaltar que o CAF apresenta algumas limitações, afinal foi realizado com base apenas em indivíduos adultos e sem lesões ou qualquer outra condição que comprometesse sua função metabólica (como obesidade, diabetes, doenças crônicas, etc.), mas ainda assim serve como importante auxiliar no planejamento e na periodização do treinamento esportivo. Através dele é possível ter uma ideia de quantas Kcal está gastando por treino e, consequentemente, de quantas Kcal você precisa para suprir esta demanda.

Mas agora vem a pergunta de um milhão de dólares: quantas calorias são gastas num treino de jiu-jitsu? Segundo o CAF, atividades de lutas enquadradas no código 15430 (são elas: judô, jiu-jitsu, karatê, kick boxing, tae-kwon-do) possuem um equivalente metabólico de 10 METs. Para fins estatísticos, vou colocar alguns valores de METs a seguir:

  • Dormir – 0,9 METs
  • Andar de Skate – 5 METs
  • Corridas leves combinadas com caminhadas – 6 METs
  • Squash – 12 METs

Sendo assim, vamos a mais um exemplo: um indivíduo de 70Kg que pratica jiu-jitsu por duas horas gasta cerca de 1400kcal por sessão de treino. 1400? É isso mesmo? Vamos todos fazer jiu-jitsu e perder 1400kcal em todos os treinos? Calma, não é bem assim. Relaxa que vou explicar: entenda que para uma atividade ser considerada como vigorosa ela precisa ter no mínimo 6 METs, e no CAF o jiu-jitsu foi classificado como 10 METs, ou seja, quando se está fazendo em alta intensidade. Mas em que momento isto é presente? Na hora do rola.

Então de nada adianta você ir ao treino, fazer 3 posições, repetindo-as 3 vezes para cada lado e sair dizendo por aí que você gastou 1400kcal. Você tem que ralar para conseguir queimar esse número! Sendo assim, vamos dividir o treino em 3 partes: aquecimento, posições e rolas. Levando em conta em que o máximo de METs a ser alcançado é 10 (durante os rolas), já que durante o aquecimento gastamos quase o mesmo equivalente a corridas leves e caminhadas (6 METs), e que durante as posições chegamos a gastar ainda menos energia (cerca de 5 METs) podemos chegar numa média de 7 METs. Claro que não podemos nos esquecer de que sou eu quem está propondo esse valor e não estou dizendo que ele está 100% correto, porém serve como uma estimativa superficial para aqueles que estão loucos para descobrir quantas calorias estão gastando por treino.

Vamos voltar ao exemplo anterior: o mesmo indivíduo (70kg, treinando 2 horas) passa a gastar 980kcal por sessão de treino, ou vamos supor que ele faça apenas 30 minutos de rolas, nesse caso ele gastaria 350Kcal. Bem longe das 1400kcal, mas ainda assim é bastante, não é mesmo? Então me diz: o que você tá esperando para sair do sofá e ir praticar jiu-jitsu? Nos vemos nos tatames, oss!

Ah! Lembrem-se sempre: seu corpo e sua saúde são seus maiores bens. Antes de praticar qualquer atividade física procure um profissional capacitado, seja o professor de jiu-jitsu ou professor de Educação Física!

Referência

FARINATTI, Paulo de Tarso Veras. “Apresentação de uma Versão em Português do Compêndio de Atividades Físicas: uma contribuição aos pesquisadores e profissionais em Fisiologia do Exercício.” Rev Bras Fisiol Exerc 2.2 (2003): 177-208.

P.s: Ainda sobre os benefícios do jiu-jitsu, você pode ler mais aqui, aqui, aqui. Leia aqui sobre os cuidados que se deve tomar antes de começar a treinar. Boa leitura e bons treinos!

Qual sua reação

Curtir Curtir
10
Curtir
Amei Amei
3
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
1
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guest Post: Quantas calorias são gastas num treino de jiu jitsu?

log in

reset password

Voltar para
log in