Por que você começou a praticar jiu jitsu?


Você se lembra como começou a praticar o jiu jitsu? Lembra dos incentivos que teve, seja da família ou da roda de amigos? Confira essa matéria que preparamos para você!

A cada dia, essa luta completa que faz tão bem a saúde vem crescendo, entre crianças, homens e mulheres. Mas cada um tem um por que pelo qual começou a praticar a arte suave: alguns procuram um melhor condicionamento físico, outros a procuraram por ser uma forma de extravasar o estresse do dia a dia.

Existem aqueles que começaram por incentivo de um(a) amigo(a), com aquela velha conversa, dizendo: “vamos, será apenas uma aula experimental, se você gostar, você volta”. E foi assim, começou e nunca mais parou. Eu sempre falo, quando alguém nasce para o jiu jitsu pode até começar e eventualmente parar, mas se nasceu pra arte, como já diz o velho ditado: “um bom filho a casa torna“.

Há também quem goste de se aventurar, como é o caso daqueles que começaram a praticar o jiu jitsu escondido. Sim, como eu disse, no começo nada é fácil, e existem aqueles que começaram na arte suave escondidos da família, passaram um bom tempo lavando o kimono escondido, mentindo para ir aos treinos sem que ninguém da família soubesse, até que mais cedo ou mais tarde a família descobrisse, e mesmo sem aprovação, continuou a fazer porque o esporte lhe fazia bem!

Há pessoas que começam a praticar o depois que um amigo começou, e por ser ligado a esse amigo não poderia deixá-lo treinar sozinho. E, assim, não parou mais. Tem os que começaram inspirados em algum lutador, buscando ter a mesma garra, fazer um tipo de jogo parecido, ou pela história de vida nos tatames, mesmo com dificuldade, almejando campeonatos repletos de vitórias.

E os que começaram a fazer jiu jitsu por obrigação, sem nem mesmo saber o motivo de estarem ali. São situações em que os pais escolheram o esporte, e compraram o kimono para o filho sem que ele nem questionasse suas escolhas. Até que essa criança cresce e ganha todos os campeonatos, tornando-se o orgulho da família. Esses eu chamo de “sortudos”, por começarem desde cedo, por incentivo dos pais, ou aqueles que mesmo depois de certa idade passaram a praticar o jiu jitsu e tiveram apoio de toda família. Além daqueles que começaram em outra arte marcial, mas depois escolheram o jiu jitsu como sua única e principal luta.

Minha história no jiu jitsu começou por meio do meu namorado. Eu nunca me imaginei fazendo nenhuma arte marcial, eu não aguentava nem ver uma luta na TV, imagina começar a praticar? Eu não me via como as garotas que praticavam o jiu jitsu, nunca me imaginei gostar das unhas curtas, cabelo preso, e aquela roupa na qual eu não achava feminina. Mas tudo mudou quando conheci o jiu jitsu, e fui me apaixonando pela arte sem perceber. Hoje são três anos de puro amor e vício.

São inúmeros os motivos que nos levam a praticar jiu jitsu, mas o mais importante é que permaneçamos. Competindo ou não competindo, ou mesmo fazendo por apenas manter seu condicionamento físico. Cada um tem sua razão pelo qual escolheu esse estilo de vida, histórias engraçadas, bonitas, histórias de superação, de pessoas que passaram a praticar o bjj depois de uma perda familiar, ou depois de alguma dificuldade enfrentada.

Mas por que todos nós escolhemos e permanecemos? Porque o jiu jitsu é a luta que nos ensina a pensar, enfrentar obstáculos. Levo o jiu jitsu para minha vida, diante de alguma dificuldade penso sempre como se estivesse no tatame, mantenho a calma e penso o que poderia fazer para resolver aquele problema.

Existem aqueles que escolheram o bjj e tiveram força pra continuar, e não desistir mesmo depois de uma depressão, uma desilusão amorosa, que são as pessoas que encontraram no jiu jitsu um ponto de equilíbrio, uma forma de se desligar no mundo e dos problemas.  E por incrível que pareça, existem pessoas que escolheram a arte suave como terapia, para a cura de doenças no corpo, essa também é uma das habilidades do esporte: o jiu jitsu usado como arma pra cura ou melhora de doenças.

Nós também queremos saber: por que você começou no jiu jitsu? Se você teve algum incentivo, enfrentou dificuldades, conta pra gente a sua história.

E, lembrando, se você gostou da nossa matéria, compartilha com a galera!

Oss.

___

[Pra você que gosta de musculação: estamos com um CUPOM DE DESCONTO na HeavySupps: digite: BJJGIRLS  e ganhe 10% de desconto em qualquer produto individual!

BANNER HEAVY SUPPS

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 3

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. No início comecei por causa da asma para melhorar e não teve muito apoio por ser uma luta minha família achava que eu podia machucar então não gostava muito mas com o tempo se acostumaram e hoje apoiam muito e me ajudam a ir a campeonatos e tudo e eu adoro o esporte que prático.

  2. Comecei porquê está no meu sangue, e sempre achei muito massa luta e tudo mais, so que a arte suave me conquistou a jeito.

  3. Eu fiz uma aula experimental quando criança… gostei mas, parou por ali, meus pais não procuraram informações… Passaram-se os anos, treinei vôlei até o fim da adolescência, parei quase dois anos, depois entrei na academia para fazer musculação apenas para sair do sedentarismo… quando eis que eu vejo na página da academia no Facebook “ABRIREMOS TURMAS DE JIU-JÍTSU, FAÇA SUA AULA EXPERIMENTAL”… As memórias da infância inflamaram em meu íntimo e não resisti… Além disso, quero me superar, pois sou portadora de Lúpus Eritomatoso Sistêmico (LES) e acredito que nenhuma sigla pode me impedir de ser o que eu quiser, inclusive lutadora de jiu-jítsu. Oss!

Por que você começou a praticar jiu jitsu?

log in

reset password

Voltar para
log in