Confira as tops do ranking faixa preta feminino


O Hall da Fama do Jiu-Jitsu é bem variado – muitas atletas hoje conseguiram um lugar bem alto do ranking faixa preta feminino. Muitas delas tem tido mais reconhecimento no cenário mundial, como por exemplo a atleta Mackenzie Dern, depois de sua luta polêmica com Gabi Garcia no Mundial de Abu Dhabi, neste ano.

Mackenzie Dern

mackenzie dern

Mackenzie Dern nasceu em Phoenix, no Arizona (EUA) em 1993. Iniciou no jiu jitsu com 3 anos de idade, indo com seu pai Wellington Dias e sua madrasta, também faixa preta, Luciana Tavares. Desde cedo a moça já começou a dar as caras nos campeonatos, levando ouro em boa parte das competições para crianças, ainda nos EUA.

O crescimento da atleta no esporte foi natural e com 14 anos já se dedicava em tempo integral à arte suave, conquistando a faixa preta com apenas 20 anos de idade. Sua primeira experiência como faixa preta foi contra a atleta Luiz Monteiro, em janeiro de 2013, na Copa Pódio, vencendo por 8×2.

Entre seus maiores feitos está sua luta no Mundial de Abu Dhabi, neste ano, onde Mackenzie fez história ganhando de Gabi Garcia, que não perdia um campeonato há alguns anos. O título colocou Kenzie em primeiro lugar no ranking da Ibjjf.

Bia Mesquita

Bia-Mesquita1-514x276

Beatriz Mesquita, nascida em abril de 1991, começou com a arte suave em 1996, junto com seu irmão, que abandonou o esporte um pouco mais tarde, porém Bia não desistiu, conquistando várias medalhas durante sua juventude. Na categoria infantil levou o campeonato brasileiro e e o Estadual, ainda com 10 anos. Em meio ao jiu jitsu, Bia também se empenhou na prática de judô, sendo obrigada a parar por conta de recomendações médicas, em vista de uma contusão no joelho.

Bia também fez natação por um tempo, e logo depois foi levada para treinar com Letícia Ribeiro, na nomeada Gracie Humaitá. Em 2009 foi graduada a faixa marrom, no pódio, conquista que se repetiu em março de 2011, com a faixa preta vinda das mãos de sua mestre Letícia Ribeiro. Hoje a atleta é a segunda colocada no ranking da Ibjjf, vindo logo atrás de Mackenzie.

Dominyka Obelenyte

Dominyka Obelenyte

Nascida em 1995, na Lituânia, Dominyka deixou seu país aos 6 anos para morar com a família nos EUA. Sentindo que ela se defenderia melhor das pessoas se tivesse um bom conhecimento de defesas pessoais, o pai de Dominyka a colocou para fazer aulas de jiu jitsu japonês, quando ainda tinha 7 anos de idade.

Passou por outras artes marciais, como o Tae Kwon Do, que a moça não se deu muito, até que chegaram no brazilian jiu jitsu, numa filial da Gracie Humaitá, onde encontrou a arte marcial que estava procurando. Se interessou tanto pelas técnicas que logo foi promovida a faixa laranja por Louis Vintaloro.

Logo após de receber a faixa laranja, a atleta deixou a academia para treinar na JT Torres, in Maryland, onde teve aulas de personal e desenvolveu mais suas habilidades. Convencida por Emily Kwok, Obelenyte foi visitar a academia de Marcelo Garcia em Nova York, onde prosperou e seu jiu jitsu começou a florir. Aos 14 anos já começou a competir e ganhar seus campeonatos na faixa azul, e recebeu sua faixa marrom das mãos de Marcelo aos 17 anos.

 Esse ganho rápido foi justificado pelas suas vitórias em campeonatos mundiais, e conquistou assim sua faixa preta em janeiro de 2015. No seu primeiro ano de preta, já conquistou ouro duplo no 20º campeonato mundial de Jiu Jitsu, em Long Beach, Califórnia. A atleta está hoje no 3º lugar do ranking da Ibjjf.

Luiza Monteiro

luiza monteiro

Nascida em novembro de 1988, na Bahia, Luiza se mudou para o RJ ainda criança. Para ela as artes marciais apareceram por volta dos 13/14 anos, quando foi convidada por uma colega de classe para conhecer sua academia e fazer uma aula experimental. Luiza imediatamente se apaixonou pela arte, sendo ensinada pelo professor Junior Duarte, que a graduou faixa azul. Sua trajetória no jiu jitsu passou por diversas academias, como  Checkmat e Cavaca.

Rodrigo Cavaca honrou Luiza com a faixa preta em dezembro de 2010, depois de uma série de fantásticos resultados na faixa marrom, medalhando no Pan Americano e no Mundial em lutas de marrom e preta. Desde 2011 a atleta luta pela PSLPB Cicero Costha, um projeto que ela se envolveu em suas viagens para São Paulo, e hoje a guria ocupa o 4º lugar do ranking da Ibjjf.

Gabi Garcia

Gabi Garcia

Gabi Garcia nasceu em 1985, no Rio Grande do Sul. Desde cedo foi uma menina ligada à prática de esportes, passando pelo vôlei, handebol, e etc. Apesar de ser uma competidora de sucesso logo no início, não se dedicou em tempo integral logo.

No último ano de faculdade, no curso de publicidade, deixou sua carreira de lado para se dedicar por inteiro ao jiu jitsu. Na época já era aluna de Fábio Gurgel e teve todo o apoio de sua família. Gabi está entre as tops do ranking, ocupando o terceiro lugar, que veio logo após sua luta com Mackenzie esse ano.

Fonte: BJJ HEROES

E você, já conhece as tops do ranking? Tem alguma sugestão de post? Fale com a gente, vai ser um prazer produzir as sugestões de vocês.

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
7
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
1
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 4

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Fiquei muito feliz com o site, é super importante para incentivar novas meninas a entrarem para esse mundo.Para a nossa troca de experiências além de saber as novidades e historias do nosso esporte! Infelizmente o esporte feminino no Brasil é pouco reconhecido e divulgado e precisamos mesmo, mostrar que somos guerreiras, sinistras e que temos que ter nosso espaço e respeito! Parabéns pelo site e pela iniciativa! Adorei as matérias!!!

Confira as tops do ranking faixa preta feminino

log in

reset password

Voltar para
log in