Como ser gentil no tatame?


thumbnail-caption

Hoje, 13 de novembro, é Dia Mundial da Gentileza. Pequenas ações podem fazer a diferença quando falamos em ser gentil. Seja com as pessoas que estão a sua volta, seja com alguém que você nem conhece. Às vezes, um simples ‘obrigada’, um ‘bom dia’, já vai cativar o próximo, que vai fazer com o outro e por aí vai.

Mas, e no tatame? Ele vira a segunda casa de muita gente que faz jiu-jitsu. Portanto, precisa ser um lugar em que as pessoas se sintam bem. O que podemos fazer então para melhorar o convívio no dojo?

  1. Seja receptivo(a): todo mundo já teve o seu primeiro dia de treino. Já pensou se não te tratassem bem logo nesse dia? Talvez você não ia voltar. Pelo menos, não para aquela equipe.
  2. Explique as regras: para quem está há mais tempo treinando, muitas coisas já são automáticas. Mas quem começa não sabe, ou vai ter dificuldade para se acostumar. Explique o que fazer e o que não fazer no tatame, como se comportar. Não deixe a pessoa se virar sozinha.
  3. Ajude os menos graduados: você é exemplo para aqueles que estão nas faixas abaixo. É preciso ter atenção, auxiliar no desenvolvimento deles. Se você dá um mau exemplo e trata alguém mal, essa pessoa vai fazer o mesmo lá na frente com quem estiver abaixo dela.
  4. Tenha paciência: o jiu-jitsu é complicado, cheio de detalhes, e uns terão mais dificuldades que outros. Ao explicar uma posição, entenda isso e tenha paciência. Principalmente se você for ou quiser ser professor(a).
  5. Não forme “panelinhas”: é claro que a gente cria afinidade mais com algumas pessoas do que com outras, e isso não tem problema nenhum. Mas dentro do tatame, não é legal ficar no canto com o seu grupinho enquanto os outros estão isolados.
  6. Respeite seus adversários: reconheça que quem está lutando com você, batalha e trabalha duro para estar ali, assim como você. Portanto, tenha respeito e reconhecimento.
  7. Cuidado com seus parceiros: treinar duro é diferente de treinar para machucar. Não treine de maldade. Isso só faz com que o clima na academia seja hostil. Se perceber que alguém fez isso, fale com seus professores.
  8. Seja bom ouvinte: escutar e ter atenção ao que os seus professores falam é fundamental. Saiba a hora de ouvir e a hora de perguntar.

Em tempo: também é muito importante ser gentil com você mesmo! Como? Não se cobre demais. Saiba o limite do seu corpo e da sua mente. Entenda que descansar também é fundamental. Respeite cada momento da sua evolução. Entenda que cada coisa tem o seu tempo. Você não merece uma cobrança além do aceitável. O jiu-jitsu é um estilo de vida, e queremos ser felizes nele, não é?

A palavra chave quando falamos de gentileza é empatia. Fazer o exercício de se colocar sempre no lugar do outro te torna uma pessoa mais leve, que entende mais as questões (suas e do outro). Gentileza gera gentileza.

O que você faz para ser mais gentil no tatame? Comenta aqui! 🙂



Assessoria de Atletas

Um dos nossos serviços aqui no BGM é a assessoria de atletas. Está precisando dar um up nas suas redes sociais, ajuda para buscar patrocínios e melhorar sua imagem como atleta? Venha fazer parte desse time de atletas assessorados. Mande uma mensagem para saber mais!

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
6
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Gostei muito do seu texto e infelizmente isso é muito comum em qualquer academia, por mais simples que pareça manter o respeito e o bom senso não custa nada tentar ser melhor dentro e fora do tatame ^-^

Como ser gentil no tatame?

log in

reset password

Voltar para
log in