Bate papo sobre jiu-jitsu feminino com mestre Jorge Pereira


Essa semana tive a oportunidade de aprender em um seminário com o Mestre Faixa Coral 7 graus Jorge Pereira, foi um privilégio muito grande entrevistá-lo para o BGM.

Mestre Jorge Pereira, que tem sua vida contada na série Rio Heroes e é organizador evento (que está para ter em breve mais uma edição no Brasil). Um dos grandes nomes do Jiu-jitsu Old School, aluno direto do mestre Rickson Gracie, lutador de vale tudo que contribuiu muito para o crescimento do esporte no Brasil. Ele bateu um papo sobre o crescimento das mulheres no jiu jitsu.

Para o mestre Jorge o jiu-jitsu feminino mudou muito, hoje o espaço das mulheres dentro do tatame é muito maior e mais forte. O público feminino tem consciência da importância da defesa pessoal e as mulheres também tiveram grande crescimento nas competições.

Antigamente, existia um grande preconceito pelo público feminino, então somente as mulheres da família Gracie treinavam e tinham a consciência da importância em saber autodefesa.

As mulheres se sentiam em desvantagem para começar a praticar e competir jiu-jitsu. O crescimento do esporte e das competidoras gerarou grandes nomes e exemplos como a Kryra Gracie, Leka Viera, Janaína Ventura entre outras.

O Mestre deixa aqui um recado para a Kryra: “Queria parabenizá-la por estar fazendo um excelente trabalho, com a academia Gracie Kore no Rio de Janeiro.”

Nos anos 80 e 90 tivemos grandes lutadoras, como por exemplo a Leka Vieira que deixou todo mundo de surpresa com suas conquistas nas competições. Surpresa em ver como as mulheres poderiam dominar os tatames, e é o que acontece hoje, mostrando como elas fazem um jiu jitsu lindo.

Falando em competições, o Rio Heroes, evento clandestino, sem regras teve como protagonista e foi campeã a famosa Índia que ganhou de um homem e foi surpreendente.

Essa luta marcou a história para as mulheres, como não era de costume ver mulheres competindo e em um evento totalmente violento ela foi campeã, detonando um homem e mudando a visão do público feminino dentro do esporte.

Jorge admira muito a Cris Cyborg, Ronda Rousey, Amanda Nunes entre outras, mas diz que sendo organizador de um evento de vale tudo não gostaria de ver a sua filha dentro desse esporte, e sim como faixa preta de jiu-jitsu e boa em defesa pessoal, de acordo com a opinião dele.

Morando nos Estados Unidos não sente diferença entre as mulheres que treinam jiu-jitsu lá e no Brasil.

Para as mulheres que ainda se sentem constrangidas para começar a treinar, Jorge Pereira deixa um recado, é hora de acabar com isso vestir o kimono e vir contribuir para o nosso jiu-jitsu.

“Guerreiro não sangra, ele transborda de honra”- Mestre Jorge Pereira.

Você já assistiu a série Rio Heroes? Conta pra gente o que achou da primeira temporada.



Augusto Haine

Todo lutador de jiu-jitsu precisa preparar o corpo e prevenir lesões com a prática de musculação. Por isso, temos uma parceria irada com a Augusto Haine e você também ganha: 20% de desconto em QUALQUER produto no site. Basta digitar BJJGIRLS na área de compra! https://www.augustohaine.com.br/

augusto haine suplementos

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bate papo sobre jiu-jitsu feminino com mestre Jorge Pereira

log in

reset password

Voltar para
log in