Jiu-jitsu feminino e o Mestre Armando Wriedt (parte II)


Na parte I vimos um pouco sobre o Mestre Armando Wriedt, como ele conduz suas aulas e a ênfase que há em defesa pessoal, em especial para as mulheres. Hoje vou falar de algumas curiosidades que o Mestre me contou sobre as mulheres e como ele vê a história do jiu-jitsu feminino.

Conversar com pessoas que viveram a história da arte suave nos faz compreender muitas coisas. E pensar diferente também. Podemos comparar o que foi, o que é e o que pode vir a ser o nosso amado esporte. Por exemplo, inicialmente, as aulas que os alunos tinham com os Gracies eram muito particulares. Entravam no tatame o estudante e o professor somente. Mestre Armando conta que não se levavam pessoas para assistir aos treinos. E as aulas particulares eram muito caras, afinal, era daí que vinha o sustento da família.

Mas com o tempo, e com alguns discípulos mais formados, a visão de expansão também com ênfase comercial, naturalmente veio à tona. Hoje é muito difícil um professor viver apenas com aulas particulares de jiu-jitsu. Vocês conseguem imaginar sua formação apenas com aulas individualizadas?

O treinamento das mulheres

As mulheres que vinham para aprender eram raras. Infelizmente o Mestre Armando não soube me dizer algum nome dentre as alunas que o Mestre Hélio ensinou na década de 50 e 60. Mas eram exceções mulheres treinando. Mas me contou que elas tinham somente aulas de defesa pessoal. Não treinavam o jiu-jitsu como treinamos hoje. E a explicação era de que “as mulheres não se interessavam pelas lutas”. Mas precisavam saber se defender, afinal, violência contra as mulheres não é algo recente no mundo. De fato, nem na história da humanidade.

Mestre Hélio, por muitas vezes, preferia dar aula para as mulheres. A explicação deve ser compreendida dentro do contexto social da década de 50. Segundo me explicou, as mulheres obedeciam mais”. E desta forma, as aulas fluíam melhor. “Homens sempre perguntavam e se tal coisa, e se a outra…”. Isto atrapalhava as aulas, pois para se aprender variações de situações é crucial primeiro aprender o básico. De uma boa base se derivam as demais coisas. Com os anos e com os primeiros alunos evoluindo em conhecimento e técnica, o Mestre Armando foi um dos poucos que dava aulas para mulheres, pois ele tinha “educação e sensibilidade” para isto.

Pensando nos dias de hoje, são pensamentos que não cabem à luta das mulheres. Associá-las a ter mais “obediência” ou falar que é preciso ser educado e sensível para ensinar as mulheres, como se fossem mais frágeis. Não que o Mestre quis dizer isso ou diminuir as mulheres, de forma alguma, mas é uma cabeça da década de 50 e o contexto social, infelizmente, tendia a diminuir o sexo feminino. Ou falar coisas “sem querer” por ser o senso comum da época. Pouco a pouco a história vem sendo mudada e o próprio Mestre, com suas falas sobre do jiu-jitsu feminino, mostra a importância das mulheres no esporte.

A divisor de águas na história do jiu-jitsu feminino

Para o Mestre Faixa Vermelha a história do jiu-jitsu feminino é claramente dividida em dois momentos: o primeiro é antes da Kyra Gracie e o segundo após a Kyra. Um reconhecimento a tudo que esta atleta representou e representa nas mudanças de paradigmas que a arte suave vem sofrendo através dos anos. Para ele, o trabalho que a Kyra fez e faz até os dias de hoje mudaram os rumos de como as mulheres se inseriram em um esporte que ainda hoje é predominantemente masculino.

Com isto, pudemos ver um pouco de como essa lenda viva do nosso esporte vê a arte suave no auge de seus 94 anos e ouvir um pouco sobre a sua visão da história e prática do jiu-jitsu feminino.

Bons treinos! Oss!



Clube de Vantagens BGM

Augusto Haine

Todo lutador de jiu-jitsu precisa preparar o corpo e prevenir lesões com a prática de musculação. Por isso, temos uma parceria irada com a Augusto Haine e você também ganha: 20% de desconto em QUALQUER produto no site. Basta digitar BJJGIRLS na área de compra! https://www.augustohaine.com.br/

Qual sua reação

Curtir Curtir
1
Curtir
Amei Amei
3
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jiu-jitsu feminino e o Mestre Armando Wriedt (parte II)

log in

reset password

Voltar para
log in