Atleta da semana – Entrevista com Ariane Maria


ariane maria jiu jitsu

Foto: Fees Fotografia

E aí, galera! O Atleta da Semana de hoje traz a Ariane Maria, faixa azul da Cia Paulista, de São Paulo. No nosso bate-papo ela contou sobre sua rotina de treinos, desafios e planos para o futuro. Boa leitura!

BGM – Como conheceu o jiu-jitsu e há quanto tempo treina jiu-jitsu?
Ariane: Conheci o jiu-jitsu quando comecei a fazer academia em 2014. Na época, só fazia musculação e aula de dança, foi quando dei início às aulas de MMA e jiu jitsu em 2015. Sempre tive vontade, mas nunca tinha o local certo e horário compatível e o mais importante de tudo: o famoso ” tempo” para treinar. Quando fiz a aula experimental, foi amor à primeira vista: acabei parando com tudo e fixando somente no jiu-jitsu. Me vi num mundo diferente, onde eu me sentia em paz comigo mesma. Desde então, pratico jiu-jitsu há quase 3 anos.

BGM: Como é a sua rotina de treinos?
Ariane: Treino de 4 a 5 vezes na semana e também quando aparece visitas ou quando visito outras academias. Os meus treinos são de 1h30, de segunda a sexta.
BGM – Como concilia trabalho, treinos e a vida de campeonatos?
Ariane: Tento buscar o equilíbrio entre todos. Sei o quanto é difícil manter tudo dentro do foco… trabalho em horário comercial de segunda a sexta e os treinos são à noite, então não me atrapalham no trabalho. Os campeonatos como são nos finais de semana, eu também consigo conciliar bem os dias e horários de trabalho e treinos no meu cronograma diário. Fora isso, existe uma pessoa muito especial que faz parte da minha rotina e da minha vida, que é o meu marido. Ambos treinamos, trabalhamos e estamos sempre que possível nos campeonatos, então isso já faz aquele 99% dar certo (risos). Aquele 1% buscamos estabelecer sempre as metas em busca de um só objetivo. Temos o mesmo ideais e pensamos em futuramente viver sim somente do jiu-jitsu. Sei o quanto e difícil mas nada é impossível.

 

ariane e laio jiu-jitsu
Ariane e Laio (seu esposo)
Imagem: arquivo pessoal

BGM – Como é sua alimentação?
Ariane: Faço acompanhamento com uma nutricionista esportiva, a Camila Dorbuqui e tento seguir à risca a dieta que ela me passa. Como meu treino é pesado, a dieta é bem balanceada com bastante carboidratos, frutas e tudo o que me ajuda no meu desempenho. Procuro me alimentar corretamente, não tirando tudo da alimentação. Tiro minhas dúvidas com ela e quando tenho vontade de comer algo que não está na dieta tento não exagerar, seguindo as orientações que são me passadas em cada consulta.
BGM – Quais são as principais dificuldades no esporte e na carreira de atleta?
Ariane: As dificuldades no esporte são os valores das inscrições que são um custo que as vezes é bem alto, custo com transporte /locomoção, estadias em hotéis. Nos dias de hoje o ponto principal na carreira de um atleta são os patrocínios para competir, vestimentas, transportes, alimentação e suplementação na carreira de um atleta é fundamental.
BGM –  Quais os benefícios que o jiu-jitsu trouxe para a sua vida?
Ariane: Alívio do stress e bem estar, autoconfiança, novas amizades, mais disposição, superação, qualidade de vida, enfim… Diga-se que de passagem, é uma verdadeira terapia para a vida.

BGM – Qual o estilo de jogo que mais gosta e qual sua finalização preferida?
Ariane: Gosto bastante da guarda de la riva, guarda fechada, mas se precisar fazer passagem to aí (risos), procuro treinar os dois sempre. Minha finalização preferida é o estrangulamento.

BGM –  Quais os seus principais títulos?

  • 3°lugar Sul Americano 2016 CBJJ
  • Campeã Brasileira 2017 e 2018 CBJJ
  • Campeã Paulista 2017 FPJJ
  • 3° lugar Absoluto CBJJ 2018
  • Campeã 1° Etapa Paulista 2018 e 2° lugar no Absoluto FPJJ
  • Campeã 2° Etapa Paulista 2018 FPJJ
  • 2° lugar 3° Etapa Paulista 2018 e Campeã no Absoluto FPJJ

BGM –  Quem são seus/suas maiores inspirações no esporte?
Ariane: No meu dia a dia, em primeiro lugar é o meu mestre: ele é meu maior sinônimo de motivação (Gabriel Spedini., mais conhecido como “Gariba”). Ele nos ensina a cada dia sermos melhores e que o pouco nós leva a nos tornamos grandes.
Quanto às atletas que me inspiram existem várias, mas algumas são de grande importância pra mim e me inspiro no jogo delas para usar nos meus treinos:

Tayane Porfírio
Bianca Basílio
Claudia do Val
Monique Elias

E jamais esquecerei das meninas que estão comigo nos campeonatos me fazendo ver o quanto posso ir longe, que me mostram a cada luta o quanto meu limite pode chegar: as minhas companheiras de competição, faixas azuis que estão me acompanhando desde a faixa branca, algumas que fazem a diferença nos campeonatos.

 

Ariane, muito obrigada pela sua entrevista! A equipe Bjj Girls Mag te deseja muito sucesso em sua carreira como atleta.

 

Oss!

Qual sua reação

Curtir Curtir
2
Curtir
Amei Amei
8
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atleta da semana – Entrevista com Ariane Maria

log in

reset password

Voltar para
log in