Atleta da Semana: Tamara Borges


Nossa atleta desta semana é a Tamara Borges, que tem 27 anos e é faixa roxa de jiu-jitsu.

Tamara conheceu a arte suave em uma academia de musculação que treinava. Por curiosidade, fez sua primeira aula de jiu-jitsu em 2013 e desde então nunca mais parou de treinar.

A atleta participa de vários campeonatos regionais e se destaca em todos. Ela é dona de muitas medalhas, e conta que começou a participar dos campeonatos com apenas oito meses de treino, e que a emoção de competir é sempre indescritível.

Sua rotina é intensa, mas sempre busca equilibrar treinos e alimentação. “Faço jiu-jitsu cinco vezes na semana, são sagrados (brinca), e a musculação três vezes na semana. A dieta é básica, sem muito exagero.” Além de treinar todos os dias e estar sempre competindo, ela concilia tudo com o seu trabalho. Ela atua com faturamento financeiro.

Ser atleta exige muito, assim como qualquer outra trabalho. Para Tamara, uma de suas maiores dificuldades é a falta de tempo. “Eu gostaria de viver só do jiu-jitsu, mas além do tempo, eu também ainda não tenho apoio financeiro, e isso conta muito.”

Perguntei sobre os benefícios que o jiu-jitsu trouxe para sua vida. “Mudou minha vida para melhor, me fez ver o mundo com um olhar diferente, me colocando no eixo. E eu sempre falo que eu tinha uma vida totalmente diferente antes do jiu-jitsu e outra depois. Essa que eu adquiri depois, é a que eu quero levar para sempre e se puder, ensinando outras pessoas.” No jiu-jitsu o que não falta são valores e princípios que a arte marcial nos ensina. Esses que são aplicáveis em qualquer área e em qualquer relação.

Um dos objetivos da atleta na arte suave é ser faixa preta. Apesar de estar no meio do caminho para a black belt, a faixa roxa diz que até agora é a graduação que mais sentiu o peso, conta. “O tempo de se habituar à faixa é difícil, mas saber que você está na metade do caminho para se tornar uma faixa preta, é uma ‘injeção’ de ânimo. Mas o que também pesa, é ser mais graduada e não ter muitas mulheres aqui na região para competir, eu torço muito para que isso mude.”

Suas maiores inspirações no esporte são seu professor Valdecir Tegoni, e as atletas Tayane Porfírio e a Bia Basílio.

Tamara deixa um conselho às praticantes da arte suave.

Nunca desistam, principalmente nós mulheres. Terão dias que os treinos não vão render. Mas tudo vai valer a pena, porque a cada obstáculo, nós sempre superamos. Jiu-jitsu é vida.


Clube de Vantagens BGM

Açaí Club

Bateu aquela fome depois do treino? Se você é de São Paulo, não pode deixar de conhecer o Açaí Club Aclimação. Lá você pode desfrutar de uma alimentação nutritiva com ingredientes de qualidade e preço justo. O Açaí Club Aclimação é bem democrático: lá você encontra pratos fits, veganos e, também alguns mais calóricos. E falando que segue o Bjj girls Mag, você tem acesso a 10% de desconto em qualquer pedido. Não é demais?

 

Qual sua reação

Curtir Curtir
4
Curtir
Amei Amei
4
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
3
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atleta da Semana: Tamara Borges

log in

reset password

Voltar para
log in