O que as mulheres procuram na prática do jiu-jitsu


O jiu-jitsu é rotulado como um esporte masculino e acabando com esse preconceito, as mulheres estão buscando cada vez mais a arte suave como esporte e estilo de vida.

Mas qual é o verdadeiro motivo que leva as mulheres a procurar as academias de jiu-jitsu?

Muitas procuram a arte marcial para aprender sobre autodefesa, podendo sentir-se ainda mais fortes e confiantes para enfrentarem os grandes desafios. Na rua ou às vezes até em casa as mulheres sentem-se ameaçadas e acabam procurando uma maneira de defender e a aprender com as dificuldades.

O esporte leva as praticantes a ter mais autoconfiança, conseguindo enfrentar todos os desafios encontrados em cada aula. Abaixo temos trechos de depoimentos de algumas meninas da equipe Behring Jiu-Jitsu que, por diferentes motivos, escolherem o jiu-jitsu.

Marina Rodrigues tem 18 anos e conta que brigava muito na escola e isso a levou procurar o jiu-jitsu: “Hoje o jiu-jitsu é tudo para mim. Ele mudou a minha vida em vários fatores. Tanto na escola, quanto em casa, dentro e fora de mim.” diz a faixa azul.

A depressão, ansiedade e controle emocional também são questões que levam mulheres a procurarem as academias de arte marcial. Uma das melhores maneiras de curar a ansiedade, depressão e ter mais controle emocional é praticando um esporte. O jiu-jitsu é um grande aliado para combater essas doenças, ao praticá-lo desenvolvemos um novo comportamento social e psicológico.

A prática diária nos faz sentir mais confiantes e felizes, deixando o emocional mais controlado mostrando que podemos enfrentar qualquer situação do dia a dia. Outro fator que ajuda no combate da depressão e ansiedade é a amizade. Dentro do tatame também encontra-se amigos, por mais que a arte seja praticada individualmente, a equipe se torna uma grande família, sempre um ajudando o outro superar as dificuldades da luta e da vida.

Maria Clara, 12 anos, é faixa amarela e começou a treinar para controlar o colesterol e a ansiedade:  -“Meu pai me levou um dia na academia, eu gostei e nunca mais parei. O jiu-jitsu me ajuda a controlar o meu colesterol e ansiedade.”

A procura estética também é um dos grandes motivos que levam mulheres começarem as aulas. O jiu-jitsu chama atenção por causa do treino intenso, podendo perder até 1.000 calorias em uma aula, trabalha-se com todo o corpo, forçando os músculos e tendo uma estimulação na perda de gordura muito rápida.

A arte marcial eleva a autoestima e a perspectiva de vida tendo como resultado um efeito estético. Quando se é feliz com o próprio corpo e se tem a autoestima alta, a vida fica mais feliz.

Netyele Abate tem 27 anos, é faixa azul e conta que com os treinos intensos de jiu-jitsu e uma dieta equilibrada conseguiu perder muito peso: “Sou apaixonada pelo jiu-jitsu e por tudo que ele fez na minha vida, hoje eu sou uma pessoa mais segura e mais confiante. O jiu-jitsu despertou em mim a vontade de mudar o meu corpo me fazendo emagrecer 40 kilos.”

Assim o jiu-jitsu se torna um vício, uma paixão e um estilo de vida em que o maior desafio é evoluir em cada treino, rola e competição. E você, começou a treinar por qual motivo? Conta pra gente!


Clube de Vantagens BGM

Augusto Haine

Todo lutador de jiu-jitsu precisa preparar o corpo e prevenir lesões com a prática de musculação. Por isso, temos uma parceria irada com a Augusto Haine e você também ganha: 20% de desconto em QUALQUER produto no site. Basta digitar BJJGIRLS na área de compra! https://www.augustohaine.com.br/

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
9
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que as mulheres procuram na prática do jiu-jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in