O que se aprende com a faixa branca


Quando começa a prática do jiu-jitsu todo aluno aprende sobre a própria SUPERAÇÃO. A superar os seus próprios limites, primeiro o limite do próprio corpo, parece ser impossível realizar alguns movimentos, o corpo desenvolve rápido a cada queda, cada chave ou estrangulamento. A superação do corpo é importante para o atleta, para evolução e aprendizado,  no término de cada treino com o corpo cansado, o dever de missão cumprida. É neste momento que pode ver o quanto o seu dia, seu medo, sua ansiedade e até mesmo a sua depressão foi superada.

Muitas vezes a própria mente te manipula mesmo antes de pisar em um dojô, faz acreditar que não vai conseguir realizar os movimentos, irá se machucar, que é velho demais ou que jiu-jitsu é coisa para homem. Então vem a grande superação da mente, que você será capaz sim para praticar, pois o jiu-jitsu não tem idade, sexo ou algo que seja impossível. Todos são capazes de começar e a se superar durante as aulas.

Depois do primeiro passo vem a CORAGEM de enfrentar os medos, de continuar e não querer desistir, se arriscar. Alguns atletas sentem o impulso da coragem para começar a participar de campeonatos, para provar e mostrar que é uma arte para todos. Além dos campeonatos, algumas mulheres também precisam ter coragem para enfrentar o preconceito e as adversidades que aparecem junto com esporte de contato.

O terceiro passo de um faixa branca é o ORGULHO, da até vontade de gritar, pular e convidar todo mundo para começar a praticar. Orgulho por ter se superado, por ter conquistado e por ter mudanças no corpo. Quando começam se sentir orgulhosos por aquilo que fazem, a entender que são capazes, conseguem evoluir ainda mais e também passar para as pessoas o bem que cada treino faz.

Muitos procuram o esporte para mudarem o corpo e autodefesa, mas depois que começam a aprender sobre  LEALDADE a visão muda, e percebem que a jornada é bem mais bonita do que apenas irem para a academia. Acabam tendo uma bandeira, um mestre, um pai, um amigo e uma família, em ver toda a equipe crescer. A lealdade em vestir um kimono e honrar cada ensinamento do seu mestre dentro e fora do tatame.

A lealdade com a equipe, colegas e a academia mostra o porquê do jiu-jitsu ser mais do que um simples esporte, ele dá às pessoas valores maiores do que procura quando começa a treinar.

Por último, aquele sentimento de GRATIDÃO. É tão bom olhar para o primeiro dia de treino e ver quanta mudança aconteceu na sua vida, dentro e fora do tatame, mudança do corpo e mente. Poder sentir que não está nessa sozinho, sentir gratidão por cada ensinamento e motivação que o seu  mestre passa ou pelos colegas de treino que em cada rola ou em cada exercício de técnica tiveram um tempo para te ajudaram na sua evolução.

Gratidão sempre.

Sem estes aprendizados você não conseguirá evoluir, aproveite todos os treinos, rolas e campeonatos com a faixa branca, ela é a base e é a época em que você vai ter ensinamentos muito importantes para a sua trajetória.

Sem um começo não chegamos ao final.


Clube de Vantagens BGM

Agata Almeida

Ser lutadora de jiu-jitsu não é fácil, né? Por isso, temos que ter muito cuidado com a pele, principalmente do rosto. Pensando nisso, fechamos uma parceria linda de morrer com a Agata Almeida – estamos dando 20% de desconto em qualquer procedimento com ela <3
https://www.instagram.com/agataalmeidaesteticaa/

Qual sua reação

Curtir Curtir
13
Curtir
Amei Amei
14
Amei
Haha Haha
1
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
2
Triste
Grr Grr
1
Grr

Comments 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Vc me fez chorar com suas palavras. O texto descreve sua jornada, sua evolução e sua paixão pelo Jiu, pela sua equipe e por nós, sua família. Parabéns, adorei. Bjão Má

O que se aprende com a faixa branca

log in

reset password

Voltar para
log in