Mundial IBJJF 2018: confira as atletas que prometem ótimas lutas neste ano


Foto: IBJJF (pódio do absoluto no Mundial 2017)

Começou mais um Mundial IBJJF na Califórnia! Para quem é do meio, basta dar uma olhada rápida nas redes e ver que todos já embarcaram (apesar da greve dos caminhoneiros, ufa!) para Los Angeles em busca de mais um sonho: o ouro no Mundial IBJJF, o maior evento do ano.

E hoje, trouxemos uma breve análise dos destaques nas faixas roxa, marrom e preta, feita pela Camila Nobre, Carolina Lopes e Samanta Fonseca. Bora lá?

FAIXA ROXA

A faixa roxa feminino promete grandes confrontos, já que temos a atual Campeã Brasileira peso e absoluto Gabrieli Pessanha, atleta da Infight, no páreo. Outros nomes em destaque são Mayara Oishi da Checkmat que foi campeã brasileira na categoria e fez a final do absoluto com Gabrieli.

Mas falar que essas duas podem se enfrentar também na final do mundial ainda é muito precoce, pois tem mais nomes entre as favoritas, como Mayara Custódio, da Gracie Barra, que foi vice campeã brasileira na categoria pesado e também estão por lá prontas para entrar em ação a Yara Soares, da Guigo Jiu Jitsu que foi vice campeã no PAN 2018, Anna Rodrigues da Alliance que ja é 5 x campeã brasileira e 2 x campeã Panamericana no peso pena e Stephanie Nakamura, da Alliance que foi vice campeã sul americana em 2017 na categoria pesado.

Não sei vocês, mas nós estamos muito ansiosas para ver essas guerreiras no tatame do mundial 2018.

FAIXA MARROM

Na categoria pluma temos a Mayssa Mastos da GFTeam como a favorita da categoria, ela que vem se saindo bem por aqui também: esse ano levou o Brasileiro pela quinta vez em sua carreira.

Na pena temos a fera Gabriela Fetcher como favorita na pena marrom. A atleta da Checkmat tem feito uma boa campanha na faixa marrom, foi campeã brasileira no peso e terceiro no absoluto.

Na categoria leve, temos a Gabi Mc Comb  como a favorita – que ao se encontrar com Natália Zumba, da Alliance, também promete um ótimo combate, assim como será uma ótima luta contra Brenda Heller, também na mesma categoria.

Na categoria médio, temos a Thamara Ferreira como favorita, ela que levou peso e absoluto no Brasileiro este ano. Já na meio pesado, temos a Bárbara Barbosa da Soul Fighters, que andava um pouco parada com os campeonatos, mas que carrega títulos importantes como o brasileiro e é também vice campeã europeia.  Do mesmo lado da chave está Melissa Stricker, atual campeã brasileira da categoria, que enfrenta Bárbara se ambas passarem suas adversárias nas primeiras de suas lutas, combate que promete nos dar um show de jiu-jitsu.

Na estrada da vida a alma poderá doer mais que os pés. Mas se continuarmos caminhando, cada passo, cansado ou fadigado, poderá mostrar quem de fato somos e porquê estamos nesse caminho. Campeã peso e absoluto Brasileiro 2018. Obrigada Deus, família e meu amor @hiagogeorge , e a todos os envolvidos @crossfitmooca @action_360 @farmaciasantapaula

997 Likes, 202 Comments – Thamara Ferreira (@thamarabjj) on Instagram: “Na estrada da vida a alma poderá doer mais que os pés. Mas se continuarmos caminhando, cada passo,…”

Na categoria pesado, temos Amanda Cristina, da NS Brotherhood inaugurando sua faixa marrom. Izadora Cristina também lutaria esse evento de pesado se não estivesse lesionada, ocasião que daria um lindo combate entre ela e Amanda.

No absoluto, podemos apostar num pódio muito bonito com Amanda Cristina, Gabi Mc Comb, Thamara Ferreira e Mayssa Bastos.

FAIXA PRETA

Na categoria galo, que tem seis inscritas, a atual bicampeã mundial Rikako Yuasa, da equipe Paraestra Shinagawa (campeã também em 2015, mas no pluma e em 2014 na marrom) vem para defender seu título. Neste ano, Thamires Aquino, da GF Team (3º lugar no pluma em 2017) desceu de categoria e vai tentar tirar o reinado da japonesa. Além disso, as que completaram o pódio de 2017 também vem de novo em 2018 agitar essa disputa, são elas: Rayanne Amanda (Attack JJ Team), Outi Järvilehto (Brasa CTA) e Serena Gabrielli (Flow).

No pluma, a atual campeã Talita Alencar, da Alliance, vem defender o título. Gezary Matuda (American Top Team) foi a campeã de 2016 e agora vai tentar buscar o ouro outra vez. Kristina Barlaan (Brasa CTA) vem batendo na trave nos últimos anos, sempre presente no pódio e busca seu título. A categoria, com 14 inscritas, também conta com Amanda Monteiro, da GF Team, que ganhou a categoria pena na marrom em 2017 e Kristen Martin (Brazil-021 School Of Jiu-jitsu), campeã mundial na marrom em 2017 e pupila de Hannette Staack.

🇺🇸 That moment that you still can not believe, that has trained since the blue belt watching all your idols fight years and years of world championships, and until one day was yours, to be world champion in the 1* year black belt!! Being a fighter and constantly competing is not easy, and you can not win everything, but always try to do your best! We always need focus only in a thing it time, this is the secret to be successful. 🇧🇷 Aquele momento em que você ainda não consegue acreditar, que treinou desde que a faixa azul, observava todos os seus ídolos lutar anos e anos de campeonatos mundiais, e até um dia foi seu, de ser campeã mundial no 1* ano de faixa preta!! Ser lutadora e competir constantemente não é fácil, e você não pode ganhar todos os campeonatos, mas sempre tentar fazer o seu melhor! Nós sempre precisamos de focar em uma coisa de cada momento, este é o segredo para ser bem sucedido. @theodorocanal @lapelamafra @arvieg @albinoandpreto @zeps_industries @studio540 @joethomasurfboard @carinadammfitness @smashsyndicate

1,567 Likes, 35 Comments – Talita Alencar (@talitawijtman) on Instagram: “🇺🇸 That moment that you still can not believe, that has trained since the blue belt watching all…”

Foto: Mundial 2017 (Reprodução: Instagram)

O peso pena também promete lutas muito boas. Bia Basilio, da Almeida/Atos Jiu-jitsu (atual campeã brasileira) e Ana Carolina Schmitt (Team Marcos Cunha) se enfrentaram no Mundial 2017 e no Brasileiro 2018, por enquanto com uma vitória para cada lado. Neste Mundial se enfrentam se forem para a final. A atual campeã, Maxine Thylin (Gracie Humaita), que é pupila de Leticia Ribeiro, vem para defender o título. A categoria tem 12 inscritas e também conta com nomes como Tammi Musumeci (Brasa CTA) e a experiente Karen Antunes (CheckMat), atual campeã do Panamericano.

No peso leve são poucas as competidoras, com seis inscritas, mas a disputa promete. Catherine Fuhro Perret, da CheckMat, foi ouro na faixa marrom em 2017 e agora vem para estrear na preta em campeonatos mundiais. Luiza Monteiro (Atos Jiu-Jitsu) é a atual campeã mundial nessa categoria. Ela e Beatriz Mesquita, da Gracie Humaita (vice-campeã em 2017 e 3º no absoluto), vêm protagonizando lutas cheias de adrenalina e as duas se enfrentam mais uma vez se passarem para a final.

A categoria médio também promete boas lutas, com onze inscritas, umas delas a atual campeã Ana Carolina Vieira, a Baby, da GF Team. Estreando no Mundial de preta, Renata Marinho, da Alliance (campeã em 2017 na marrom), Samantha Cook, da CheckMat (vice em 2017 na marrom meio-pesado) e Erin Herle, da Alliance (3º em 2017 na marrom leve), prometem dar trabalho na categoria.

O meio-pesado está com algumas novidades em relação ao último mundial. Monique Elias, da Alliance, subiu de categoria, ela é a atual vice-campeã mundial no médio. Claudia do Val, atual campeã mundial do pesado, desceu.  Andressa Cintra, da CheckMat, campeã ano passado na faixa marrom, estreia na preta neste Mundial. A categoria também conta com a experiente Luanna Alzuguir, da CheckMat e tem um total de sete incritas.

A categoria pesado, também com sete competidoras, conta com nomes como Nathiely De Jesus (Unity Jiu-jitsu), campeã mundial em 2017 no meio-pesado, Jessica Flowers, da Gracie Barra, campeã brasileira super-pesado este ano, Fernanda Mazzelli, da Gracie Humaitá, 3º lugar no Mundial 2017 e vice no Brasileiro 2018 e Nina Moura, da Gracie Gym Texas, que ficou em 3º no médio no ano passado.

O super-pesado é o que tem o menor número de inscritas, com cinco atletas. Os destaques são Tayane Porfírio (Alliance), atual campeã desta categoria, Andressa Correa, também da Alliance, atual vice-campeã do peso meio-pesado e Carina Santi (G13 BJJ), que ganhou ouro no Brasileiro deste ano no meio-pesado.

A atual rainha do absoluto é Tayane Porfírio e Nathiely foi a vice-campeã. Bia Mesquita e Jeh Flowers completaram o pódio em terceiro lugar. Este ano, o absoluto também promete e torcemos por um show das faixas pretas, com ótimas lutas.

O Mundial é um dos principais eventos do mundo no jiu-jitsu e o tatame vai pegar fogo! E vocês? Em quem apostam em cada faixa? Será que as campeãs vão manter os títulos ou teremos surpresas? Comentem seus palpites! Oss!

 

Qual sua reação

Curtir Curtir
1
Curtir
Amei Amei
2
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundial IBJJF 2018: confira as atletas que prometem ótimas lutas neste ano

log in

reset password

Voltar para
log in