Quando o jiu-jitsu se torna um hábito


A chave para mudar o que não funciona em sua vida é entender como os hábitos funcionam. Transformá-los pode gerar bilhões e significar a diferença entre fracasso e sucesso, vida e morte e até mesmo nos mostrar a diferença entre alegria e felicidade plena.

Temos hábitos cotidianos que passam quase despercebidos, pois são padrões de comportamentos repetidos por anos e anos como: escovar os dentes, tomar banho e outros. Então, através da repetição destes comportamentos, os hábitos são assimilados, criando um processo de aprendizado, internalizando o conceito. Essas ações inconscientes são repetidas automaticamente com o tempo, porque o cérebro está sempre procurando maneiras de poupar esforços. Portanto, compreender porque o hábito é realizado e saber qual a sua finalidade, é um grande passo para ser alterado através da repetição de uma outra ação.

Há pouco mais de dois anos, quando decidi tentar mudar o rumo da minha vida (em todas as áreas), minha primeira ação foi de imediato buscar um esporte, mas não poderia ser qualquer um. Então, depois de pesquisar bastante, e ouvir alguns amigos e até mesmo ver grandes exemplos ao meu redor, optei pelo jiu-jitsu. Até ali estava convencido de que havia escolhido o melhor esporte, no entanto o medo de me machucar e alguns outros receios gritavam dentro de mim, até começar a enxergar o resultado e inúmeros benefícios que a arte suave estava trazendo para a minha vida. Dali em diante, eu só queria buscar uma maneira de ir treinar sem que isso fosse um fardo na minha vida, sem que a dor dos treinos tomasse conta e falasse mais alto que a minha vontade de estar ali em cima do tatame.

Era comum eu criar dificuldade para vender facilidade, cada dia era uma desculpa diferente para não treinar:

“Ah… hoje eu não me alimentei direito! ”

“Hoje não vou conseguir treinar nesse horário, mas amanhã eu vou, sem furo! ”

“Ah naaaãoooo, hoje to tão fraco! ”

“Impossível ir hoje com esse kimono, pois está com um cheiro tão estranho. ”

“Ihhh.. com esse trânsito será impossível chegar no treino!”

A mudança de hábito é um processo muito difícil para a maioria das pessoas, porque exige muita dedicação e disciplina. Quantas promessas de final de ano são feitas e não são cumpridas? A grande verdade é que estamos o tempo todo procrastinando, deixando para depois o que temos condições de fazer agora, e partindo do princípio de que tem poder quem age, por que não criamos hábitos saudáveis e colocamos ação constante naquilo que nos faz bem? Quando me dei conta que transformar os treinos em hábitos seria a solução, tudo clareou, e todas as desculpas para não treinar já não fazia parte da minha vida.

Segundo o escritor e também repórter do New York Times, Charles Duhigg, o Hábito começa com uma “Deixa” que é o estímulo que manda o cérebro entrar em modo automático, e indica qual hábito deve ser usado. Isso leva a uma “Rotina” que é a forma como executamos a deixa, e em seguida temos a RECOMPENSA, que ajuda o cérebro a saber se vale a pena memorizar este hábito para o futuro.

Observamos, então, que a prática é um dos segredos para a mudança ou a continuidade, e elas estão principalmente relacionadas à força de vontade, ao foco e sua capacidade de saber adiar dias ruins em troca de um futuro almejado com disciplina na arte suave. Isso reflete a relação forte que há entre hábito e motivação. É muito difícil manter um hábito sem motivação no jiu-jitsu. E para modificar um hábito ruim basta primeiramente identificar qual é a real recompensa que você está buscando na arte suave, você deve manter e intensificar a recompensa, identificar o gatilho, para que assim, você seja constantemente estimulado a mudar o mau comportamento para uma rotina melhor.

Faça uma autorreflexão e veja se não está acomodado e criando dificuldade onde não existe. Aperfeiçoe-se todos os dias. Sempre podemos ser melhores que ontem!

A prática é um dos segredos para a mudança!

(Charles Duhigg)

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
12
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
5
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 6

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Fazer da prática do esporte um hábito, é saber que todos os dias há dificuldades ou imprevistos, sendo assim, não deixe de fazer o que gosta por causa de empecilhos, pois eles sempre existirão e você só que superá-los! Sucesso!

    1. Exatamente maninho. Você como praticante de Judô sabe o quanto isso é importante. Obrigado pela carinho meu irmão. Sucesso!!

  2. Verdade Arthur…os bons hábitos trazem bons resultados…esforço diário. ..nada na vida é fácil mas temos que sair e zona de conforto…a arte é suave…mas o sistema é bruto…Oss

Quando o jiu-jitsu se torna um hábito

log in

reset password

Voltar para
log in