Nutrição (in)consciente


Há anos os estudos vêm demonstrando a existência de diversas práticas no mundo da luta que tendem a ser um tiro no pé e potencialmente prejudiciais, tanto à saúde do atleta quanto ao seu rendimento esportivo, seja ele profissional ou amador.

Restrições calóricas exageradas, aumento excessivo de atividade física, utilização aleatória de suplementos alimentares, restrição hídrica e uso de laxantes e diuréticos sem a orientação de um profissional habilitado são estratégias comumente observadas no âmbito das academias de jiu-jistu.

Os suplementos alimentares são recursos ergogênicos que podem ser utilizados para a melhora de desempenho nas atividades esportivas e redução da fadiga. Dentre os suplementos mais utilizados, destacam-se o BCAA, o Whey Protein e a creatina, geralmente com a finalidade de hipertrofia muscular. No entanto, seu mau uso pode acabar trazendo problemas tanto para o desempenho físico como para o equilíbrio funcional do organismo.

Além disso, haverá momentos em que o atleta estará desenvolvendo treinamentos com alto volume e intensidade, e outros períodos onde os treinos serão mais leves, e com menor volume e intensidade. Para cada situação, o indivíduo precisa de um consumo alimentar distinto e adequado às suas necessidades específicas, tanto de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) quanto de micronutrientes (vitaminas e minerais) e água.

Estudos demonstram com frequência o consumo abaixo do ideal para esses lutadores, tanto em energia quanto em micronutrientes, e o consumo elevado de proteína tanto nos que fazem uso de suplementos alimentares como nos que não fazem. A ingestão hídrica, essencial para a prevenção da desidratação e consequente queda do rendimento e déficits a saúde, também se apresenta comumente desbalanceada.

Estes e outros problemas evidenciam, cada vez mais, a importância de um acompanhamento nutricional eficaz na vida do atleta de jiu-jistu.

Nessa mais nova parceria com o Bjj Girls Mag, buscarei repassar a vocês seguidores os conhecimentos reais e atuais da Nutrição Esportiva, sempre baseados em evidências científicas. Conto com a participação de todos com sugestões, experiências e dúvidas!

E pra começar, vamos lá: sobre o que vocês gostariam de ler nos próximos posts?

Nutricionista Amanda Machado
Pós-graduanda em Nutrição Esportiva

Qual sua reação

Curtir Curtir
4
Curtir
Amei Amei
5
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 3

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Alimentação antes do treino é uma boa.
    Eu estava baixando minha pressão sempre nos treinos, aí me indicaram comer batata doce. Melhorou, mas acredito não ser o correto.

Nutrição (in)consciente

log in

reset password

Voltar para
log in