A respiração e o jiu-jitsu


Vamos começar com uma pergunta bem simples, mas cuja resposta pode não ser tão fácil: você sabe respirar?

Se fôssemos resgatar todas as vezes que nos deparamos com uma tentativa frustrada de fazer determinado movimento durante um treino ou uma competição de jiu-jitsu, talvez a última coisa que viesse em mente seria que o motivo de tal insucesso pode estar relacionado à respiração errada.

Mas, não confunda a respiração com o famoso “gás” que tanto se ouve por aí, pois este “gás” está mais relacionado com o condicionamento físico do que com a respiração em si, embora um ajude imensamente o outro.

A respiração está ligada ao movimento dos pulmões e relaciona-se com a inspiração e expiração, seja pela boca, cavidade nasal ou mesmo pela pele. O aparente simples ato de respirar envolve nada menos que seis órgãos do nosso corpo e esta não pode ser considerada uma informação desprezível, sobretudo para um praticante de esportes.

O assunto é tão sério que cada modalidade esportiva possui a sua própria técnica de respiração. Se você nunca se deu conta disso, comece a perceber como nadadores, corredores, fisiculturistas, jogadores de vôlei, a galera da esgrima, da patinação no gelo, judocas, caratecas, colegas do CrossFit™ respiram.

Para nós, lutadores de jiu-jitsu, há uma técnica que também deve ser trabalhada ao longo dos anos de prática e adaptada a cada situação. Corro o risco de afirmar que saber respirar corretamente é quase um aprendizado paralelo ao jiu-jitsu, mas que infelizmente não é uma atividade praticada na maioria das academias. Por conta disso, nem todos adquirem essa percepção sobre a respiração ao longo da sua trajetória no tatame, a não ser que pesquise sobre o tema e aplique para si, como eu fiz.

Rickson Gracie pratica as técnicas de respiração há anos e é referência no assunto “respiração voltada para a prática do jiu-jitsu”. Neste ínterim estamos falando do controle absoluto e adaptado a cada situação da luta, como os movimentos que exigem grande potência física (explosão) – as quedas; na melhoria do rendimento e na manutenção do “gás” por longos períodos; em maior probabilidade de sucesso na execução das técnicas de resistência – como segurar o oponente numa passagem de guarda. A respiração correta ajuda na melhoria na circulação sanguínea e consequentemente na resposta muscular; na possibilidade de amenizar ou até evitar lesões; na atenuação de dores; no aumento da oxigenação do cérebro; na maior capacidade de encontrar saídas para situações críticas (como o “abafa” e o joelho na barriga); na recuperação pós-treino, e por aí vai.

Bem, tratamos aqui da respiração voltada à prática esportiva, mas é óbvio que ninguém respira somente quando está se exercitando, já que a respiração permeia a nossa existência. Mas, mesmo dotados da capacidade involuntária de respirar desde que nascemos é preciso aprender a adaptar este ato para todos os momentos da nossa vida. Ao desenvolver esse aprendizado você vai perceber que um simples respirar profundo pode melhorar o seu dia como um todo. E quem nunca, mesmo sem querer, respirou fundo para evitar fazer algo do qual poderia se arrepender futuramente?

Então respire, respire muito e respire certo para ter bons treinos e uma boa vida.

Para saber mais:

Dicas para você respirar corretamente e turbinar seus resultados no Jiu-Jitsu

Respiração diafragmática: você respira corretamente?

Respiração

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
3
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 4

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Obrigado Erika por mencionar o meu post sobre JJ do meu blog. Muito legal também o que escreveu aqui. Parabéns pelo conteúdo. Não conhecia este portal. Oss…

  2. Obrigado por mencionar o meu post no final do seu artigo Erika. Parabéns pelo seu conteúdo e também pelo blog. Não conhecia esse portal. Vou passar a seguir. Oss…

A respiração e o jiu-jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in