O dia do descanso


thumbnail-caption

Shabat (do hebraico שבת, shabāt; shabos ou shabes na pronúncia asquenazita, “descanso/inatividade”), também grafado como sabá ou sabat, é o nome dado ao dia de descanso semanal no judaísmo, simbolizando o sétimo dia em Gênesis, após os seis dias de Criação.

Se até Deus em sua magnitude e perfeição descansou no sétimo dia, o que dizer de nós meros mortais? Não quero entrar em questões religiosas, seja você judeu, cristão, católico, umbanda, espírita, etc. O assunto que quero tratar é que o nosso corpo precisa do merecido descanso, isso é fato, mas será que nós temos respeitado esse tempo?

É bem complicado ficar um dia sem treinar, ainda mais quando você está focado em fazer isso todos os dias, às vezes mais do que uma vez no dia. Se você for competir então, a academia acaba virando uma segunda casa, não é verdade?

A questão é que tanto para competidores, quanto para praticantes, o corpo precisa descansar! Nossa mente precisa relaxar. O processo de treinamento não precisa se tornar algo estressante, exaustivo. Existe vida além do tatame, e eu nem acredito que estou dizendo isso (risos), porque eu amo estar no tatame, mas sim existe vida além dele, assim como pessoas que também querem e merecem sua atenção fora dele. Por que não reservar esse dia para relaxar, distrair, jogar conversa fora, dar um tempo para sua mente e seu corpo se recomporem, e depois voltar com mais gás do que antes, mais focado do que nunca?

Você pode fazer isso no domingo, aquele dia clássico que a maioria das academias estão fechadas, mas nada te impede de fazer em outro dia da semana. “Hoje eu vou tirar o dia só para mim!” Leia um bom livro, assista um filme, saia com um amigo (socializar faz bem, galerinha). Às vezes esse tempo que você tira para si, em que você consiga relaxar, espairecer, vai te deixar com a mente mais aberta na hora de rolar. Parece que quanto mais pensamos em alguma coisa, mais o negócio não flui e quando relaxamos ela simplesmente acontece naturalmente.

Quero deixar um vídeo aqui para você que manja dos paranaue do inglês, do professor André Galvão da equipe Atos, em que ele responde uma pergunta sobre como melhorar no jiu-jitsu de uma forma mais rápida. No final, ele frisa a importância do descanso, sobre não deixarmos que o jiu-jitsu acabe se tornando uma doença nas nossas vidas. Às vezes ficamos tão paranoicos por treinar, treinar, treinar, que esquecemos que tudo tem limites. Nós só temos que encontrar um equilíbrio entre tudo isso, então essa é minha dica, e assistam o vídeo!

E eu quero saber, como anda o descanso sagrado de vocês? Está em dia, ou não, o foco é treinar mesmo sem paradas? Deixe aqui seu comentário. OSS!

Qual sua reação

Curtir Curtir
2
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O dia do descanso

log in

reset password

Voltar para
log in