Kyra Gracie reúne mais de 50 mulheres em seminário em São Paulo


seminário kyra gracie em são paulo

Kyra Gracie, 5x campeã mundial, tri campeã do ADCC e integrante da família Gracie, esteve em São Paulo nesse último sábado, dia 22, ministrando um super seminário para mulheres na Gracie Butantã.

Eu, que sempre fui fã dela, achava que seria impossível ver a Kyra assim de pertinho. Mas não é que deu certo? Quando eu menos esperava ela estava aqui, ensinando suas técnicas poderosas e afiadas pra gente.

Dona de uma simpatia sem igual e de uma tranquilidade absurda, Kyra soube conduzir o evento com elegância e competência. Começou reunindo as meninas na formação para um breve bate-papo, depois pediu que elas fizessem um aquecimento rápido com uma movimentação dos 100kg para as costas, impedindo que o adversário consiga colocar os ganchos. Logo após abriu uma roda onde começou a passar suas posições.

A faixa preta dos Gracie passou ataques e defesas de posições que quase sempre caímos, como triângulo, costas, 100kg etc, e passou de dupla em dupla ajudando as meninas e corrigindo os erros.

Muito atenciosa, ela chamava várias mulheres diferentes para explicar as posições: faixas pretas, faixas roxas e até uma faixa cinza, o que deixou o tatame num clima mais leve e familiar.

 

“Segundo seminário que participo da Kyra Gracie e posso dizer que a admiro cada vez mais. O pouco que nos contou da sua história no jiu-jitsu me faz acreditar que temos que buscar a cada dia mais o nosso lugar nos tatames. Além da satisfação de estar próxima a pessoas com uma vibração sensacional, é um privilégio poder aprender um pouco mais dessa arte que nos encanta. E esse conhecimento passado por ela fica ainda mais suave”

[Irati Maffra, faixa roxa da equipe Constatino Jiu-Jitsu]

Depois das posições, Kyra sentou no meio da roda e abriu para que as meninas perguntassem pra ela sobre sua experiência, sua carreira, entre outros assuntos. Ela contou que treinou para competições durante 15 anos de sua vida e abdicou de muitas coisas pra isso, chegando uma hora que não estava mais feliz competindo. Contou também que depois da gravidez perdeu um pouco de peso por conta da amamentação e que sua vida dentro do esporte tomou outro rumo, mas que ama muito o jiu-jitsu e pretende continuar sempre treinando, dando aulas e tudo o mais.

Finalizando o seminário, todas as meninas receberam um lindo certificado e também uma lembrancinha: pasta de amendoim em um potinho super bonitinho. Muito capricho, pontualidade e organização. Foi demais!

É importante ressaltar que, apesar de estar longe das competições, Kyra continua firme e forte no jiu-jitsu: ela treina jiu-jitsu todos os dias, faz preparação física 3x semana e dá aulas. Fora o fato de estar à frente de boa parte dos eventos do Gracie Pro, que organizou junto com sua família e produção, e também sua participação no Combate como comentarista.

Ah! Dia 04/fev ela estará em Belém – PA ministrando outro seminário. Para se inscrever, clique AQUI. E em março vai rolar um campeonato de jiu-jitsu exclusivo para mulheres com ela, a Copa Kyra Gracie. Inscreva-se AQUI.  Não fiquem de fora, esses eventos prometem ser um estouro!

Até mais, galera. Oss!

 

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
2
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Gostaria que, já que o campeonato é para mulheres, fossem mencionados relatos de casos de assédio no esporte.
    Infelizmente, nós mulheres, passamos por situações desconfortáveis quando treinamos, seja com colegas de treino, professores, seja ate fora do treino.
    Eu fui estuprada há 3 anos por um atleta / professor, faixa preta que usou do que aprendeu com o esporte para me imobilizar no carro e abusar de mim. O sujeito além de ter desferido um tapa no meu rosto, me machucou nos braços, no pescoço, mas, principalmente, na minha mente. Essa é uma dor sem cura, que nenhuma mulher deveria passar e acredito que essa é a oportunidade para falarmos desse tema e quebrarmos o tabu.
    Preciso da ajuda de vocês para ter voz, preciso da ajuda de vocês para dar voz às outras que passaram por situações parecidas e/ou piores, preciso da ajuda de vocês para mobilizarmos pessoas dispostas a comprar nossa causa. Preciso da ajuda de vocês para pedir socorro para que os homens não se achem no direito de abusarem da gente quando NÃO queremos.
    Lutamos tanto para que mulheres fossem aceitas no Jiu Jitsu para deixarmos fazerem isso conosco?
    Juntas somos mais fortes!
    O esporte é de contato mas não é sexual.
    Segue o link do meu relato:
    https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=197331607694105&id=100022518010228

Kyra Gracie reúne mais de 50 mulheres em seminário em São Paulo

log in

reset password

Voltar para
log in