(Re)Começo


Eu sei! Você deve ter lido vários textos falando sobre as expectativas para esse ano de 2018 (a famosa listinha), sobre aquela renovação de ciclo que acontece e sobre a oportunidade de aproveitar essa energia para recomeçar. Apesar de parecer clichê, esses textos trazem reflexões que chegam a um denominador comum: “A mudança é possível, mas nós temos que dar o primeiro passo”.

É certo que o número de praticantes de jiu-jitsu tem aumentado significativamente, porém os motivos para essa identificação com o esporte são vários. Dentre eles, podemos citar: tornar-se atleta profissional, aprender uma arte marcial, defesa pessoal, manter a forma, superar os próprios limites e enfrentar os seus medos (sim, muitos procuram a arte suave para ajudar na prevenção e tratamento de depressão, ansiedade e fobias).

O  seu ciclo no jiu-jistu começou um dia, mas talvez possa ter sido interrompido por uma lesão, por um trauma dentro/fora do tatame, por crises emocionais  e outros tantos obstáculos (eventualmente as mesmas razões que te levaram a praticá-lo). Porém, pode ser que o seu ciclo não tenha começado ainda por conta desses fatores, mas saiba que a maioria dos praticantes de jiu-jitsu que eu conheço tem apensas um arrependimento: não ter começado antes.

Então, se você começou e parou, se está pensando em começar, independentemente se você teve um bom ano no esporte ou não, aproveita esse momento e se proponha a dar o primeiro passo. Muitas vezes não é fácil se superar todos os dias, mas dizem que as melhores coisas não são fáceis e nem rápidas, mas sim aquelas que você constrói com o tempo. Provavelmente aquilo que você considera a sua maior fraqueza, futuramente seja o que vai tornar sua trajetória autêntica!

Qual sua reação

Curtir Curtir
4
Curtir
Amei Amei
5
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
1
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(Re)Começo

log in

reset password

Voltar para
log in