O achado após o treino


para 2018 jiu jitsu

Planos para 2018…

Certamente, no período em que estamos, muita gente já parou diante de uma folha em branco, um pedaço qualquer de papel, ou até no pensamento, estruturando um passo a passo de como deveremos alcançar nossas metas no “novo ano” que chegou. Outras devem calcular como não foi possível chegar nos objetivos traçados do planejamento anterior. Enfim, qual o melhor parâmetro para definir ou determinar essas coisas?

Você pode ter alcançado um nível de preparação física que nunca conseguiu em fase nenhuma do seu treinamento, mas, aquela técnica do vídeo da rede social ou a preferida das nossas amigas de treino não deu certo. Causando um certo desconforto ou preocupação. Pode ter ocorrido o contrário também. Veio a graduação ou não. Perdeu peso… Ganhou. Alunos novos, novas amizades. Alguns que se foram.

De fato, não há uma receita que se possa prescrever ou indicar que irá alimentar o espírito de todos. 200 ml de treino, 400 gramas de dedicação, 1 litro de atenção, 1 quilo de descanso… Adicionados todos os ingredientes na panela de cada um, os resultados serão diferentes. Talvez o calor acrescentado à receita por um não foi seguido à risca, o outro negligenciou o formato da panela. Alguns conseguiram, outros degustaram sabores que não estavam esperando. E outro ano começou. E mais outro e mais outro.

Vencer um campeonato, passar num concurso, fazer uma viajem, estudar, encontrar a paz interior, conhecer meus limites, pensar novamente na competição, kimono novo… O calendário vai virando, os dias passando. Percebemos que não estamos seguindo nossos planejamentos ou que eles estão sendo afetados por outras circunstâncias, voltamos a ele mas as coisas já não são mais como no dia que o planejei. Eu não sou mais a mesma. Eu era guardeira, hoje passadora. Gostava de quedas e agora chamo pra guarda.

Olhar pra frente é importante. Nortear os dias com a cautela necessária para um bom andamento das coisas. Mas, tenho certeza, nossos alicerces são fortificados através de nossas experiências, nossas histórias, oportunidades, crenças. As expectativas nem sempre nos favorece. Você consegue olhar para o que viveu, e vive, tirando ensinamentos para o hoje? Para o agora? Aquele conselho do professor na derrota foi seguido ou a vaidade e a vontade de agradar a todos superou o momento? E o conselho da vitória? Dei ouvidos aos mais experientes ou não experientes? Absorvi o necessário, o imprescindível, o construtivo?

Então, dadas todas estas circunstâncias, não estabelecerei metas, tentarei neste ano: Estudar, ler bons livros, treinar…
O professor leu e releu este esboço não concluído, que encontrou pelo chão da academia, no final da aula. Sem assinatura. Para seu espanto e curiosidade só frequentaram a aula no dia, alguns alunos iniciantes, que creditaram a síntese a aluna que não poderá mais retornar aos treinos.

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
2
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
2
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O achado após o treino

log in

reset password

Voltar para
log in