Proporcionando um bom treino para todos


Quando começamos a praticar o jiu-jitsu, ou qualquer outra arte marcial, é comum procurarmos informações em relação à conduta e às regras. Fazemos isso para poder nos habituar, para não nos sentirmos tão deslocados e também para não dar nenhum fora. No caso do jiu-jitsu, geralmente observamos as normas em relação a nossa própria conduta enquanto praticantes e o respeito ao dojo e ao professor (sim, por mais ligado que você seja ao seu professor, não se esqueça que ele é o seu professor e deve ser tratado como tal). Mas e os seus colegas? Aqueles que você fica conversando na resenha depois do treino, ou aquele que você não conhece tão bem assim.

Aqui no BGM já foram publicados textos que tratam sobre a inclusão e o respeito dentro dos tatames, e por mais óbvio que valores como esses possam parecer, infelizmente eles não são. Ainda é necessário um trabalho de conscientização para que o óbvio seja realmente óbvio (pleonasmo, eu sei rs).

No texto de hoje vamos tratar sobre alguns aspectos práticos que demonstram respeito pelo seu parceiro durante a aula, com o objetivo proporcionar um bom treino para ambos.

1 – Na hora de passar a técnica: Vamos casar as duplas, escolhe alguém que tenha mais ou menos a sua altura e o seu peso! Familiar? rs… Pois é, a hora de passar a técnica, por mais surpreendente que seja, é a hora de passar a técnica! Você não está disputando, não está medindo força com a pessoa, ou ver quem faz mais vezes e isso não é uma desculpa para você levar essa parte do treino de qualquer jeito. Mas um alerta para ter a consciência de que tanto você quanto seu parceiro precisam aprender a técnica, de que o movimento que é mais habitual para você pode não ser para ele e vice-versa, então demonstre empatia para que o treino seja produtivo tanto para um quanto para o outro.

2 – Na hora do rola: Treine duro, mas treine com respeito! Não adianta você passar o carro na pessoa que está começando porque além de ela não saber a técnica tanto quanto você, você pode acabar lesionando alguém desnecessariamente e as chances dessa pessoa voltar a treinar reduzem bastante. Então treine duro, mas com respeito; pois o treino é para os dois, o tatame não é lugar de ego e se você machuca seu parceiro de treino quem vai treinar com você? Um depende do outro, então demonstre empatia.

3 – Não esqueça de tirar os acessórios: Em uma das minhas primeiras aulas eu esqueci de tirar o brinco e o mestre que estava conduzindo pediu para que eu retirasse, ele foi super calmo e educado. Mas eu me senti extremamente constrangida pela minha falta de atenção, afinal o professor não tem a responsabilidade de conferir se eu tirei meu brinco ou não, é minha obrigação! Hoje sempre verifico se não deixei passar nada antes de entrar no dojo. Então, não se esqueça de tirar brinco, anel, pulseira, aliança, piercing, pois além de se machucar você pode machucar outras pessoas.

4 – Corte as suas unhas: Mais um para a série “parece óbvio, mas não é”. Não tem nada mais desagradável do que você sair todo cortado porque alguém não cortou a unha. Muitas vezes o corte não é um ferimento extremamente grave, mas pode se tornar dependendo do local e além disso demonstra falta de comprometimento com quem treina com você. Então, corte as unhas!

5 – Lave seu kimono: Um treino de jiu-jitsu dura em média uma hora e meia e tem alta intensidade, portanto é de extrema importância que você mantenha seu kimono limpo para o próximo treino. Quem treina com você agradecerá, pode ter certeza! Além do fator higiene, lavar seu kimono aumenta o tempo de vida útil dele, pois liberamos várias substâncias em nosso suor que corroem o tecido, gerando um desgaste do material. Se você não consegue lavar em seguida do treino, procure pelo menos mantê-lo num local arejado para que ele seque devidamente.

Uma dica para quem usa kimono branco é o uso de bicarbonato de sódio na lavagem, pois dependendo do produto que você utiliza há o risco de manchar! Já com o bicarbonato de sódio, além de não manchar você consegue manter ele realmente branco por mais tempo, principalmente as partes mais difíceis de lavar, como gola, manga, lapela, onde é comum rolarem as pegadas.

Deixe suas dicas que proporcionam um melhor treino para todos nos comentários!

Qual sua reação

Curtir Curtir
3
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proporcionando um bom treino para todos

log in

reset password

Voltar para
log in