O xadrez humano: jiu-jitsu


O significado de jiu-jitsu é arte suave. O Brazilian Jiu-jitsu é uma evolução do Jiu-jitsu tradicional, aumentando a eficácia da técnica de maneira que um indivíduo fisicamente mais fraco seja capaz de vencer na luta corpo a corpo contra indivíduos, as vezes, muito mais fortes.

Acredito que qualquer praticante, mesmo que com pouco tempo de treino, já tenha notado que com pouco conhecimento é possível subjugar indivíduos bem maiores, quando esses não conhecem as técnicas.

A palavra chave no jiu-jitsu é técnica! Embora estejamos vendo, cada vez mais, que a preparação física e força estão sendo decisivas nas grandes competições, um atleta bem preparado fisicamente e mais forte pode ser vencido por outro com qualidade técnica maior.

Mas porque falamos que o jiu-jitsu é o xadrez humano? A técnica por si só não nos torna bons lutadores. Saber cada detalhe da técnica é importante, assim como ter força e resistência física, porém a inteligência é primordial para conseguir aplicar suas capacidades numa luta. No xadrez, quem tem a inteligência de antecipar o movimento do seu oponente tem vantagem.

Essa inteligência da qual falo não é o Q.I, no xadrez questões lógicas ligadas às estratégias das jogadas dão vantagem a que tem o quociente de inteligência maior (Q.I). Na arte suave, a inteligência é a percepção (sentir, ver, ouvir) o adversário. Quanto mais percebemos o que nosso adversário está tentando fazer, mais fácil será antecipar ou se adaptar aos movimentos dele.

Pessoal, pensem por um momento, se eu consigo “SENTIR” as intenções do meu adversário eu tenho mais chances de passar à frente dele, frustrar o jogo dele e impor o meu. É claro que existem vários tipos de lutadores, existe o tipo agressivo que já chega impondo o jogo a qualquer custo e existem também aqueles que aguardam mais e observam mais.

Independente do tipo de lutador que você é tire um tempo para tentar observar mais a movimentação do seu adversário. Sempre ouvimos falar que os faixas brancas fazem muita força enquanto estão lutando, e é normal. Quando iniciamos no jiu-jitsu lutamos com puro instinto até adquirir alguma técnica. E como o momento do combate não é algo ao qual estamos acostumados a adrenalina acaba nos apressando e então fazemos coisas sem pensar, incluindo muito mais força que o necessário para o momento.

Com o passar do tempo nós vamos controlando nosso nervosismo e conseguimos pensar mais na hora da luta e assim utilizamos a força de maneira mais eficaz e sem desperdícios. Uma vez eu ouvi de um colega que “só na faixa preta deixaríamos de lutar fazendo tanta força”, pensando nisso é que eu digo para vocês que começaram o jiu-jitsu por agora: não acreditem nisso! Nosso corpo reflete o que está em nossa mente, e tudo é treino! Se desde já vocês colocarem em suas cabeças que é possível treinar com mais calma, fazendo menos força, percebendo mais o adversário, mais rápido vocês irão evoluir.

No início será difícil, no meio do combate vocês vão passar por situações que farão vocês esquecerem que estão tentando lutar com mais inteligência. Seus instintos gritarão nos momentos de “calor”, mas a cada rola que vocês forçarem suas mentes a se acalmar, estarão rompendo seus limites, até que, por fim, consigam sempre estar calmos e assim ficará mais fácil perceber as intenções dos adversários. Não se enganem, isso não é receita de bolo para a vitória, mas certamente ajudará! Treinem suas mentes tanto quanto, ou mais, vocês treinam seus corpos! OSS!

Qual sua reação

Curtir Curtir
6
Curtir
Amei Amei
4
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O xadrez humano: jiu-jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in