Cabelos e o jiu-jitsu


Uma das coisas que as meninas mais me perguntam quando começam a treinar é sobre como cuidar da saúde dos cabelos treinando jiu-jitsu. Não tem jeito: não tem como ficar com cabelo arrumadinho após um treino. A gente se embola, esfrega o cabelo no tatame, o elástico solta, os fios se quebram… fica realmente complicado cuidar dos cabelos treinando.

Uma das coisas que eu sempre falo é: os treinos vão danificar um pouco, vão quebrá-los nas pontas, vão deixá-lo um pouco ressecado, mas é normal: se o seu cabelo está ficando assim, é sinal que os treinos estão rendendo e você está evoluindo. Porém, calma: não é por isso que seu cabelo ficará jogado às traças. Existem alguns truques para proteger os fios dessa ação maluca que os treinos de jiu-jitsu trazem às madeixas. Confira:

  • Antes do treino

Meu cabelo é fino e ressecado nas pontas por natureza. Eu faço progressiva e, depois do jiu jitsu então, ele piorou. Após de conversar com algumas meninas que já treinavam, elas me contaram uma dica que ajuda muito: usar um leave-in antes dos treinos.  É bem simples: só passar o produto nas mãos e ir envolvendo as mechas, do comprimento até as pontas. Lembre-se de deixar o cabelo bem envolto no produto, não se importe se ficar um pouco melecado, o importante é protegê-lo. Depois, puxe-o para cima, fazendo um coque, rabo-de-cavalo ou como preferir. Eu gosto muito dos coques! O leave-in (ou creme hidratante sem enxágue) que eu uso é o da Avora, o Splendore Detox. Além de ter um aroma maravilhoso, protege e hidrata os fios depois do treino. Muito bom!

Leave In Splendore Detox (Imagem: Avora Cosméticos)
  • Depois do treino      

Como ficamos suadas por completo, com o cabelo não é diferente. E não sei se vocês sabem, mas deixar o cabelo com suor pode danificar a saúde dos fios, pois o suor  contém cloreto de sódio (sal) que, quando em contato com o cabelo, danifica, deixando o sem brilho e com frizz. Por isso, a dica é sempre lavar os cabelos depois dos treinos. Eu uso o shampoo e condicionador da mesma linha do leave-in, a linha Diez (que é próprio pra quem tem progressiva)  – essa linha é desenvolvida para tratar ações agressivas do tempo, secador e chapinha – na descrição devia ter também a função reconstrutora pós-tatame, afinal ela sempre me salva! Hahaha. É legal também, se possível, na fase de enxágue do condicionador, usar a água do chuveiro fria, para garantir a selagem dos fios e mais brilho.

Shampoo e condicionador Linha Diez – Avora Cosméticos

   

  • Hidrate, sempre!            

Pelo menos duas vezes por semana eu hidrato o cabelo com o Creme de Tratamento Intensivo, que hidrata, deixa os fios bem sedosos e com um cheiro maravilhoso. Lavo normalmente com o shampoo, depois aplico a hidratação do comprimento até as pontas, deixando agir uns 15 minutinhos, enxáguo e depois passo o condicionador da linha. É importante lembrar dessa ordem na hora de hidratar: o condicionador sempre por último, pois ele sela as cutículas dos cabelos.

Máscara hidratante Diez – Avora Cosméticos
  • Secador                 

Como eu treino à noite, chego tarde e não dá tempo de deixar o cabelo secar ao natural. Então, depois de lavar, eu tiro o excesso de água com uma toalha, aplico um protetor térmico (eu uso o Creme defrizante Thermo Ativado, da Avora)  e seco o cabelo em temperatura morna, para não agredir muito os fios. Depois de seco, aplico um jato frio, que serve para selar as cutículas e evitar que embaracem.      

Depois disso, meus cabelos ficaram bem mais fortes e cheios de vida, as pontas ressecadas sumiram, ganhando mais força e saúde. Lógico que isso não garante que seu cabelo não vai quebrar nos treinos, mas ajuda e MUITO a proteger e recuperar os fios ressecados nos rolas. As dicas da Avora que eu dei foi porque são as que eu uso, ok? Você pode usar qualquer outra marca que goste e confie, seguindo os passos acima.

Outra dica MUITO BACANA é passar óleo de coco nos cabelos antes de treinar, e fazer uma hidratação com ele, de 15 em 15 dias, durante 30 minutos. Depois é só lavar normalmente e passar um condicionador de sua preferência.

E você, tem alguma outra dica bacana para cuidar do cabelo? Conta aqui pra gente 🙂                                                                                                                                                          

Qual sua reação

Curtir Curtir
11
Curtir
Amei Amei
30
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
2
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 6

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Muito legal seu artigo, Samanta! Cabelos, unhas e até sobrancelhas danificadas são queixas constantes das colegas de tatame. Tb uso leave-in, faço coque ou rabo de cavalo e dou uma hidratação “amanteigada” no rosto antes do treino e fico protegida. Como tenho MUITO cabelo, grosso e naturalmente liso escorrido, dureza é mantê-lo preso nos rolas… Não há nenhum acessório que segure a cabeleira! Pensando seriamente em usar um hijab, agora que foi permitido pela IFBJJ! 🙂

    1. Verdade, Mischa! Muito complicado manter o cabelo bem cuidado treinando jiu-jitsu. Tem que caprichar mesmo na hidratação para proteger os fios. Não sabia dessa permissão da IBJJF, vou pesquisar! Um beijo :*

  2. Eu índico muito também a técnica de low Poo que vc pode fazer co wash, éeu faço assim evito shampoo com sulfato e não uso produtos com petrolatos, parabebos e afins assim você consegue usar apenas o condicionador para limpar o que me ajuda bastante pq tem dias que treino várias vezes, para não lavar mais de uma vez por dia meu cabelo.

    1. É ótima a técnica low poo, agride bem menos os cabelos, né, Pri? Pelo que li, tem menos sódio e ressecam bem menos. Obrigada pelo comentário 🙂

Cabelos e o jiu-jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in