Dica da nutri: Jiu-jitsu e a dieta para emagrecimento


Para as competições do jiu-jitsu, é muito comum a redução do peso para se enquadrar nas categorias, porém a falta de planejamento pode prejudicar o desempenho durante o treino e a competição. Além do aumento do volume do treino, a alimentação é reduzida e muitas vezes substituídas pelo “trancar a boca”. O cardápio deve ser planejado de acordo com o peso, o volume de treino e o período de tempo para adequação do peso.

No cardápio deve ter alimentos fontes de carboidratos complexos de forma moderada nas principais refeições (café da manhã, almoço e jantar). As melhores fontes são: aipim, batata doce, banana da terra cozida, aveia em flocos e pão integral.

O ideal é que todas as refeições com carboidrato estejam combinadas com fontes proteicas, como a carne, ovo, soja, leite e derivados e alguns suplementos alimentares (com orientação profissional).

As gorduras são importantíssimas. É fundamental que sejam bem escolhidas. Acrescente as fontes de gorduras em seus lanches, como as oleaginosas (castanha de caju, castanha do Pará, amêndoas, noz, amendoim, coco seco, abacate, etc). Lembre-se que em pequenas porções.

Os vegetais devem estar distribuídos em todas as refeições na forma de saladas (almoço e jantar), frutas (lanches), sucos, sopas, etc.

Esteja SEMPRE bem hidratado, evite a desidratação para “bater” o peso.

Além da inclusão dos alimentos citados acima, é de suma importância a exclusão de outros que prejudicam o desempenho e o processo de emagrecimento com qualidade. São eles:

  • Refrigerante e bebidas açucaradas;
  • Conservas, enlatados, embutidos, alimentos industrializados em geral;
  • Carboidratos simples: pão branco, guloseimas, biscoito recheado, açúcar, doces em geral;
  • Alimentos gordurosos (frituras);
  • Bebidas alcoólicas (altamente calóricas);
  • Excesso de carboidrato (escolha um carboidrato apenas nas principais refeições);

Alguns suplementos nutricionais podem ajudar, porém depende da individualidade de cada um. Sempre com orientação profissional para não ter prejuízos à saúde.

EM RESUMO: Não faça dieta restrita, tenha tempo suficiente para ajustar o peso, beba muita água, diminua o carboidrato aos poucos, aumente a proteína e inclua as gorduras boas em sua rotina.

Se possível, procure um nutricionista para adequar o cardápio a sua necessidade, principalmente em casos de doenças associadas e para uso de suplementos.

Sucesso!

Qual sua reação

Curtir Curtir
5
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
1
Grr

Comments 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Oi! Acho que não te vi ainda por aqui… se esse for o caso bem-vinda (se não for desculpa, aí, hehe)! Haha, adorei seu texto! Muito bom salientar a importância da água como aliada e não inimiga.

Dica da nutri: Jiu-jitsu e a dieta para emagrecimento

log in

reset password

Voltar para
log in