Melhora da performance no jiu-jitsu


O grande filósofo Nietzsche já dizia “O que não me destrói, me fortalece!”. Atentando-se para essa máxima e minha experiência com arritmia cardíaca, parti em busca de um melhor condicionamento cardíaco. Durante esta busca, eis que encontro os denominados treinos cardio-respiratórios de alta performance, em que há o reforço do funcionamento cardiovascular e aumento da capacidade pulmonar. Devido ao fato de nascermos respirando, nunca observamos o quanto a boa e adequada respiração é importante na prática de atividades esportivas. Além de proporcionar a troca gasosa, oxigênio e gás carbônico, conforme aprendemos lá na escola, ela também nos garante melhor resposta durante o treino, porque, quando praticamos o jiu-jitsu ou qualquer outra atividade física, nosso organismo necessita de mais oxigênio O2 produzindo mais CO2 e exigindo, assim, mais de capacidade respiratória.

É importante ressaltar que o trabalho dos pulmões é sempre em trabalho mútuo com o coração, um exigindo do outro, em plena harmonia, visando garantir a oxigenação ideal de cérebro e músculos. Assim, aprendi que a saúde dos sistemas respiratório e cardíaco, além de proporcionar um bom funcionamento do organismo como todo, também garante aquela boa performance, que tanto queremos em competições e treinos. Esse bom funcionamento nos aumenta a longevidade, garantindo a melhora no desempenho, a diminuição do cansaço e da fadiga (este é um dos meus principais objetivos) e a maior resistência. Devemos nos lembrar de que alcançaremos os objetivos desse tipo de treino, se realizarmos as atividades assistidas por bons profissionais da área, e termos a certeza de que o coração assim como todo o músculo necessita de treino gradual para garantir uma real e efetiva evolução.

Cada organismo tem as suas singularidades, mas os princípios deste tipo de treinamento podem ser aplicados a todos os organismos, desde que respeitadas a aptidão e a capacidade física de cada indivíduo. Contrariando minhas antigas concepções, aprendi que para garantir “o gás” nos treinos de jiu-jitsu é necessário mais que a força de vontade (tentar vencer os meus limites a qualquer custo). Exige-se um treino específico que tenha o objetivo de fortalecer a base de qualquer atleta, ou seja um fortalecimento cardio-respiratório. Mas quais atividades “extra jiu-jitsu” praticar? Existem diversas atividades, corrida, natação, ciclismo entre outros. Eu optei pela prática do spinning (ciclismo de alta performance com bicicletas fixas) com o objetivo de um recondicionamento cardíaco pleno.

É um treino muito interessante, pois eu não pedalo livremente, sem atenção e pensando nos acontecimentos do dia. Tenho que manter o meu ritmo cardíaco naquele patamar ditado pelo professor e isso não é fácil! Nas primeiras aulas, o coração parece aqueles cavalos indomados, que correm em campo aberto, inteiramente sem limites. Ora os batimentos eram altos, ora baixos e quase nunca em cima da meta do momento. E eu tenho que segurar aquele antigo hábito de treinar até a exaustão, porque, o real objetivo geral é melhorar a saúde com evoluções gradativas.

Disseram-me (alunas e o professor) que irei conseguir, sim, domar o coração rebelde, além de retomar os meus treinos de jiu-jitsu, além de melhorar o meu desempenho. Então estou firme nesta nova atividade, bem diferente de tudo que eu conhecia e respeitando os limites impostos pelo meu corpo. Lógico que treinarei com paciência e persistência, superando os limites, agora com segurança. Escrevo esse artigo, para demonstrar aos praticantes de jiu-jitsu, que, muitas vezes, treinamos buscando o máximo, esquecendo-se de que este patamar deverá ser obtido gradualmente, para que tenhamos a excelência, sempre com saúde e segurança. Observem vocês, que muitas vezes, os mais técnicos e fortes lutadores por mais preparados que estejam, em algum momento da luta, da competição ou de sua vida, padecem de alguma falha na capacidade cardio-respiratória, exatamente, porque não buscam esse condicionamento específico.

De minha parte, treinarei de agora em diante, preparando minha capacidade cardio-respiratória com disciplina, paciência e perseverança, porque, quando retornar ao jiu-jitsu, eu poderei fazê-lo em grande estilo, inclusive, melhor do que antes. E assim, mais uma vez, direta ou indiretamente o jiu jitsu, essa arte marcial que tanto amo, me ensina não apenas a arte da luta, mas, também a arte da vida… OSS!

Qual sua reação

Curtir Curtir
1
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Melhora da performance no jiu-jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in