Entrevista exclusiva com Luiza Monteiro


Fala galera! Essa semana tivemos a honra de entrevistar a multicampeã Luiza Monteiro, faixa preta da Brotherhood em São Paulo. Hoje ela nos contou um pouco sobre sua rotina de treinos, alimentação, seu início no esporte e muito mais. Confere ai!

Começando pelo “começo” da história, aos 13 anos, Luiza fazia Muay Thai e, por convite de uma amiga da escola que já treinava jiu-jitsu, foi experimentar a arte suave. Desde então, nunca mais parou. Ela diz que o jiu-jitsu a afastou de muita coisa ruim e também trouxe muita coisa boa, uma delas foi aprender a superar e respeitar seus limites.

Dentre as dificuldades que sabemos que existe no esporte, ela diz que sem dúvidas o machismo é a maior, “A desigualdade existe ainda, claro que muito menos, mas existe, entre o jiu-jitsu feminino e o masculino”.

Além disso, ela diz também que o jiu-jitsu feminino cresceu bastante, e que hoje em dia é possível encontrar muito mais mulheres nas faixas roxa, marrom e preta comparado com a época em que começou a treinar, “Hoje em dia temos oitavas, quartas de final. Antigamente isso era quase impossível. Já ganhei muito de W.O quando era menos graduada.”

Quando perguntamos sobre ela sentir-se “pressionada” de alguma forma em campeonatos ou outras situações por pertencer a uma das melhores equipes de jiu-jitsu do mundo, ela diz: “Só me sinto pressionada por mim mesma. E bem menos hoje em dia. Antes me pressionava bastante, hoje aprendi a me respeitar.” Além disso, disse que não sentiu muita diferença na mudança da Cicero Costha para o Brotherhood: “Saí com os meus amigos de antes, tinha mais caras leves pra treinar, mas só isso.”

Luiza nos contou que as suas posições favoritas são passagens de guarda toreando, passagem ganhando a meia também; e sobre as finalizações, a sua predileta é leg lock.

Para se tornar a grande campeã que é, ela treina jiu-jitsu uma vez por dia (no treino do meio dia na Brotherhood Aclimação) e três vezes por semana tem preparação física. Além disso, sua alimentação é normal: “Não me acabo de comer besteira, mas também não sou radical na dieta. Tenho sorte de não comer muito, eu acho rs.”lmonteiro

Nós sabemos que a Equipe Feminina da Luiza está crescendo e é uma das melhores em São Paulo, com atletas duríssimas que vêm ganhando campeonatos importantes. Perguntamos então qual o segredo para manter a união e como é o trabalho desenvolvido com elas. E a resposta foi: “O segredo é a parceria. É o tratar como ser humano acima de tratar como atleta. Somos amigas, somos companheiras, confidentes e temos um carinho enorme umas pelas outras. Sempre deixei muito claro que quanto mais saímos na porrada umas com as outras, mais ajudamos umas às outras. Então não temos vaidade, deixamos o ego lá fora e com isso aprendemos mito umas com as outras.”

Equipe feminina Brotherhood São Paulo
Equipe feminina Brotherhood São Paulo

Sobre a mudança no limite do absoluto para 90 da UAEJJF, Luiza diz que achou injusto. “(…) Afinal não tem absoluto. Acho que deveria dividir sim, mais por uma categoria acima aberta.”

Para finalizar em grande estilo, pedimos para que deixasse uma mensagem para todas nós que nos inspiramos nela, e ela disse:

“Não tenha medo de errar, erre quantas vezes for necessário, mas persista. Só quem persiste alcança a vitória.”

Luiza, nós da equipe BJJ Girls Mag agradecemos muito a sua atenção e disponibilidade. Parabéns pelo belo trabalho com sua equipe feminina e desejamos ainda muitas lutas ganhas e muito sucesso em sua carreira!

Vale lembrar que Luiza traz títulos importantes como Mundial IBJJF, World Pro Abu Dhabi, Nogi etc.

Pra quem nunca viu Luiza lutando, segue uma de suas melhores lutas:

Oss!

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Entrevista exclusiva com Luiza Monteiro

log in

reset password

Voltar para
log in