Jiu-Jitsu Invisível: você conhece?


Rickson Gracie é uma lenda do jiu-jitsu e do vale tudo mundial e o motivo que o faz ser conhecido como tal é que, além dos seus feitos nos tatames e ringues, ele personificou o que qualquer praticante da arte suave sabe e compartilha: o jiu-jitsu é uma filosofia para a vida.

Nascido em 20 de novembro de 1958 no Rio de Janeiro, este ícone não passa despercebido por nenhum praticante da arte suave e não apenas por ele ser membro do clã Gracie, quarto filho do Grande Mestre Hélio Gracie, mas também porque ele foi o responsável por fazer com que o jiu-jitsu fosse conhecido como uma modalidade que transpõe a prática simples e pura da luta, elevando-a à categoria de filosofia, sobretudo por ter capitaneado a “teoria do jiu-jitsu invisível”.

Rickson Gracie tem se dedicado a ministrar seminários sobre as suas vivências no jiu-jitsu e vale tudo, defendendo que tudo na vida de qualquer ser humano deve ser pautado em estratégias chamadas por ele de “poder invisível”, cujo objetivo, para o jiu-jitsu, é conduzir os praticantes a novas experiências teóricas e filosóficas que extrapolam o simples embate e envolvem a disciplina, a cumplicidade, a observação, a perseverança, a paciência e consequentemente o sucesso.

No jiu-jitsu este sucesso é alcançado quando o lutador se vale de estratégias de previsão, antecipação e estudo dos movimentos do oponente que serão usados contra ele de forma totalmente intencional e calculada. Este é o jiu-jitsu que a gente não vê e que vai além da ação e reação, muito mais amplo do que um ataque seguido de uma defesa e vice versa, porque trabalha a importância dos detalhes da prática que muitos ignoram, além de que, permite a formação do aluno em toda a sua plenitude, independentemente do seu status social, das suas ocupações diárias, dos seus objetivos no tatame, dos seus limites físicos ou da periodicidade com que treina, ele estará sendo preparado tanto para competir quanto para se defender em situações de risco, ou seja,  estará completo.

Quando especialistas declaram que alguns lutadores conseguem prever um número “x” de movimentos a partir de um movimento inicial feito pelo oponente, é do jiu-jitsu invisível que estão falando, porém, segundo Rickson Gracie, este tipo de aprendizado está restrito aos estudiosos das artes marciais e dificilmente será aplicável ao jiu-jitsu de competição atual, baseado em pontos, na força exagerada e que ignora a preparação pessoal (ampla) para dar ênfase à preparação para as competições; ou ao MMA, contra o qual é um crítico declarado.

Para o jiu-jitsu invisível, o pecado mortal é ignorar a base e os detalhes da arte suave, pois, segundo Rickson, é somente por meio desses princípios que se pode almejar a máxima eficiência da prática. O objetivo aqui é alcançar aqueles que queiram mais do que simplesmente competir e se conformar com pontos e vantagens, mas formar pessoas aptas a encarar o jiu-jitsu como a arte que prepara corpo e mente. O jiu-jitsu invisível é, portanto, a junção da prática com os valores que permeiam a maioria das artes marciais, como honra, técnica, tática, estratégia, respeito, juntadas ao bem estar físico e ao equilíbrio mental.

Você deve estar achando isso tudo familiar, certo? Pois saiba que muitos praticantes de jiu-jitsu proliferam esta teoria sem nem mesmo saber de onde ela veio, embora haja outros tantos que nunca ouviram falar de tais preceitos.

O lado bom é que com as experiências adquiridas ao longo de sua trajetória nas lutas, da alimentação funcional às teorias sobre o “jiu-jitsu invisível” e do “poder invisível”, Rickson Gracie prepara o seu livro, intitulado “O Caminho da Invencibilidade”, onde poderemos saber um pouco mais sobre o que ele pensa sobre o jiu-jitsu e como ele pode ser usado como um estilo para toda a vida.

Termino este artigo com duas frases que traduzem a forma de pensar da família Gracie e que tem tudo a ver com os ensinamentos de Rickson sobre o jiu-jitsu invisível:

“Jamais lute contra a pessoa, e sim contra os movimentos dela.” (Carlos Gracie)

”A primeira (atitude) é ter uma mente forte o suficiente para não temer nenhum desafio, nenhum treino ou oponente. Você pode até não vencer aquele obstáculo à sua frente, mas a mente precisa acreditar que sim.” (Rickson Gracie)

Leia também:

Qual sua reação

Curtir Curtir
2
Curtir
Amei Amei
5
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 4

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jiu-Jitsu Invisível: você conhece?

log in

reset password

Voltar para
log in