Jiu-jitsu, crises de ansiedade e reeducação alimentar


Você já ouviu falar em fome emocional ou psicológica? Uma matéria do Jornal Extra me inspirou muito a escrever esse texto. A tal da “fome emocional” é o assunto da reportagem. Você já ficou com fome, comeu, mas mesmo assim não se sentiu saciada (o)? Ou já sentiu uma vontade louca de comer e, logo depois, veio a culpa? Pois é, aí está a questão. Muitas situações podem ocasionar um problema de ansiedade ou até mesmo um transtorno alimentar, como dificuldade no sono, estresses do dia a dia, desentendimentos, medo, tristeza e angústia.

endorfina atividade fisica

O que o esporte tem a ver com isso? Existe uma substância chamada endorfina, que é produzida pelo cérebro durante e após a prática de alguma atividade física. Ela atua como um analgésico natural e proporciona a sensação de bem-estar, prazer, além de ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade. Por isso que mesmo depois daquela semana exaustiva de treinos, você sente prazer, ainda que as dores musculares tomem conta do seu corpo. Então, o esporte e, no nosso caso, mais especificamente o jiu-jitsu, pode te ajudar a ter uma vida menos estressada e mais prazerosa; portanto, com menos ansiedade. O exercício físico também libera energia e afasta a tensão.

Vamos salientar aqui que o esporte ajuda muito sim, é fundamental, mas em casos mais extremos, como de transtornos alimentares, há de se procurar ajuda profissional e fazer acompanhamento médico, além das demais atividades que te proporcionem bem-estar.

Além da matéria que citei lá no início do texto, me motivei a escrever sobre isso pensando no meu próprio caso. Sempre treinei handebol, desde muito antes de começar no jiu-jitsu. Mas fiquei um tempo parada por conta do vestibular e início da faculdade. Nesse tempo, eu ganhei peso e minha alimentação não era nem um pouco balanceada ou controlada. Cheguei a fazer musculação um tempo, mas definitivamente não é minha praia. Depois de uma consulta com a minha médica, ela indicou tratamento com homeopatia, devido aos meus problemas com ansiedade e fiz durante algum tempo. Apesar da homeopatia, eu, que sempre gostei muito de esportes, continuava parada, e isso me deixava maluca. Eu, então, descontava essa frustração na comida.

Eu já tinha contato com o jiu-jitsu, por causa do meu namorado, mas queria conseguir voltar a jogar logo, então relutei um pouco para começar na arte suave. Mas minha situação foi piorando e eu já não aguentava mais não praticar nenhum esporte, viver uma vida parada e tensa, por conta da ansiedade. Então comecei a lutar e, logo depois, voltei ao handebol também. Desde então, eu já perdi 7kg.

O peso faz diferença, pois a melhora do condicionamento físico é algo fundamental. Mas, mais do que isso, o jiu-jitsu me ajudou com os problemas de ansiedade. Aos poucos, eu fui gostando mais de treinar, me envolvendo mais com o esporte, e ficando mais focada. Isso teve um reflexo enorme nos meus hábitos alimentares. Há três anos, eu não resistia a um doce, não via problema em beber refrigerante, às vezes repetia o prato no almoço e, principalmente, me via no direito de “descontar” na comida aquele estresse da rotina.

O jiu-jitsu e o esporte em geral me ajudaram a mudar. Hoje, minha consciência alimentar está em outro nível. Eu não bebo mais refrigerante, e consumo alimentos mais saudáveis. Toda essa mudança não foi algo forçado, do tipo “preciso fazer uma dieta, parar de comer doce, comer menos”, foi uma mudança que fluiu naturalmente e eu fui adotando esse estilo. Na verdade, ainda estou em fase de mudança. Às vezes bate aquela vontade que vem lá do fundo, falando que não tem problema se afundar num doce. Mas, estou em constante mudança e conhecendo cada vez mais a potência de uma alimentação saudável e a combinação dela com o esporte.

A arte suave consome minhas energias, me dá prazer, alegria, e isso diminui muito o estresse. Ainda tenho espaço para mudar mais e considero que estou em fase de transição, mas posso dizer que o jiu-jitsu me ajuda cada dia mais a reeducar meus hábitos alimentares e a controlar minha ansiedade.

E você, quais os benefícios que o esporte trouxe em sua vida?

Leia também:

Qual sua reação

Curtir Curtir
1
Curtir
Amei Amei
1
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 4

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Eu tambem estava em depressão e com transtorno alimentar… Procurei praticar algum esporte e encontrei no Jiu tudo oque precisava… emagreci 3 kg em um mes de treino..
    Hoje me sinto bem e feliz demais.

  2. Alguem pode me dar uma luz tenho ficado ansioso depois dos treinos e cheguei ater uma stafa seria normal quando ainda estamos com nossa tec ainda não apurada, gostaria de saber se alguem ja ficou ansioso depois de um treino pesado. Crezio jj petropolis rj

Jiu-jitsu, crises de ansiedade e reeducação alimentar

log in

reset password

Voltar para
log in