Atleta da Semana – Entrevista com Emília Tuukkanen


Fala galera, tudo bem? O Atleta da Semana de hoje recebe a faixa marrom Emilia Tuukkanenn, da Roger Gracie da academia Lilius Barnat, Espanha. Hoje ela contou pra gente sobre sua carreira no esporte, sua rotina de treinos e falou também sobre suas experiências ao lutar com as brasileiras. Confira!

BGM: Há quanto tempo pratica jiu jitsu e por que começou?

Emília Tuukkanen: Eu treino há 5 ou 6 anos, e comecei porque muitos dos meus amigos treinavam jiu jitsu, mas eu nunca pensei que ia competir.

BGM: Como é sua rotina de treinos e preparação física? Como tem mudado isso com o tempo?

Emília:Quanto comecei, eu treinava talvez duas vezes por semana, mas hoje tento treinar jiu jitsu 6 vezes por semana. Também faço remo em pé quase todos os dias, o que tem ajudado bastante no meu equilíbrio. Além disso, faço treino de força com kettlebell duas vezes por semana.

BGM: Já lutou com alguma brasileira? Se sim, como foi?

Emília: Sim, já! Eu perdi contra a Ana Talita Alencar, no Europeu, e contra sua parceira da GF Team Thamires Aquino, no Mundial. Acho que se chama de Jiu Jitsu Brasileiro por algum motivo, né? Elas foram muito duras e técnicas, e com certeza quero lutar contra elas de novo em algum momento.

BGM:  O que pensa sobre o jiu jitsu brasileiro?

Emília: Na minha opinião, é o melhor esporte do mundo, claro! Espero ser Campeã Mundial algum dia, eu tenho dedicado toda minha vida a isso. O jiu jitsu também é muito mais do que só um esporte, ele torna possível novas experiências de viagem e amizades.

BGM:  Como é sua alimentação? Que mudanças você já teve enquanto evoluía no BJJ?

Emília: Sou vegana, então não como nada de animais. Virar vegana tem ajudado com meu peso e tem facilitado a redução do peso. Me sinto mais leve, mais rápida. Meu cardio e minha força nunca foram melhores.

BGM:  Quais são seus principais títulos? Conta pra gente uma lembrança especial que tenha de algum deles.

Emília: Sou duas vezes Campeã do Europeu de BJJ (Azul e Roxa) e Campeã Nogi do Europeu (Marrom). Tenho outras medalhas da IBJJF de Opens Europeus e Internacionais. Mas a melhor lembrança é de quando recebi minha medalha de ouro no Campeonato Europeu na faixa roxa, e é ainda o melhor momento da minha vida. Também tive que lutar muito por isso, então é ainda mais especial.

BGM:  O que você pensa sobre o jiu jitsu feminino? Acredita que é só uma moda passageira ou que elas vieram mesmo pra ficar?

Emília: Com certeza vai ficar! Já tem muito mais meninas do que tinha quando eu comecei, e todo tempo tem mais garotas ingressando no esporte. A técnica e velocidade fazem com que as mulheres sejam muito boas no jiu jitsu, e ajuda com que elas fiquem viciadas depois de começar.

BGM:  Quais são os desafios principais que você acha que nós, mulheres, encaramos enquanto praticantes e como poderíamos superá-los?

Emília: O fato de não receber o respeito que merecemos e ter que treinar só com homens grandes pode ser muito intimidador. Minha sugestão é participar em tantos open mats e academias quanto seja possível para treinar com outras mulheres e pessoal novo. Eu sou muito mente aberta e não gosto da ideia de não poder treinar em outros lugares. Especialmente para as mulheres, é importante rolar com muitas outras mulheres, e na Finlândia isso já está funcionando muito bem. Lá ninguém se importa com a equipe que você representa e quase toda academia faz com que os visitantes se sintam bem-vindos.

BGM:  Deixe um recado pra quem começou há pouco e se inspira em você pra continuar no caminho no jiu jitsu.

Emília: Como qualquer outro esporte, o jiu jitsu pode ser difícil às vezes, e você vai querer desistir. Mas se você continua a luta, continua treinando e aprendendo, um dia você vai ver que valeu a pena. Se fosse sempre fácil, tudo mundo faria! Treine muito e divirta-se!

 

P.s: Essa entrevista foi feita originalmente em inglês, e você pode conferir o original aqui.

E você, quem gostaria de ver por aqui?

 

 

Qual sua reação

Curtir Curtir
0
Curtir
Amei Amei
0
Amei
Haha Haha
0
Haha
uau uau
0
uau
Triste Triste
0
Triste
Grr Grr
0
Grr

Comments 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atleta da Semana – Entrevista com Emília Tuukkanen

log in

reset password

Voltar para
log in