Principais lesões no jiu jitsu


Hoje milhares de pessoas lutam jiu jitsu, sejam elas jovens, idosos, crianças, e independente da idade ou sexo, todos escolheram fazer a mesma arte. Mas existe um fato que preocupa muita gente: as lesões que sofremos, sejam decorrentes de campeonatos, treinos intensos ou simples posições que aprendemos no treino. As lesões são mais comuns de acontecer do que você imagina, até ao praticarmos uma corrida podemos ter lesões.

Algumas dessas lesões sofridas ao praticar jiu jitsu pode deixar o lutador afastado do treino por tempo indeterminado. As quedas, defesas dos golpes, estrangulamentos ou até mesmo deixar esticar demais alguma articulação do corpo, pode acarretar as possíveis lesões ou deslocamentos. Muitas vezes não querendo perder a luta, seguramos o golpe ou posição, até o músculo não resistir, chegando á fadiga ou a sérios riscos de fratura.

O jiu jitsu desportivo abrange uma gama de seis técnicas permitidas em competições. São elas:

  • Projeções.
  • Imobilizações.
  • Pinçamentos.
  • Chaves.
  • Torções
  • Estrangulamentos

Todas são fundamentadas em princípios biomecânicos e podem causar sérios traumas aos adversários quando aplicadas com toda sua magnitude. Somente as imobilizações constituem um grupo que não têm como objetivo levar situações de perigo ao adversário e nem provocar lesões, e que devido a esse fato, não identificamos possíveis traumatismos decorrentes de suas aplicações. O objetivo das imobilizações é impedir os movimentos mais ofensivos do oponente, segurando-o em situações de submissão.

Um tipo de lesão bastante comum também à prática da luta livre e judô. Ela não está associada a nenhuma técnica em particular, mas sim as próprias características de constante contato corporal das modalidades. WOJTYS apud SAFRAN, 2002 a denomina como hematoma auricular. O autor afirma que quase 40% dos lutadores comunicam ter algum tipo de deformidade auricular permanente. Nesse caso de traumatismo auricular, o sangue acumula-se entre o pericôndrio e a cartilagem. Nova cartilagem se forma a partir do firme envoltório pericondrial, levando à deformidade da aurícula (a chamada “orelha de couve flor”).

(fonte Confederação Brasileira de jiu- jitsu –CBJJ)

Aqui separamos alguns golpes e suas principais consequências.

Joelhos: Lesões nos joelhos são bem frequentes no mundo do jiu jitsu e mma, é comum encontrarmos pessoas que tenham alguma luxação no joelho, inchaço, ou cirurgia decorrente desses acidentes bem comuns de acontecer no treino e competição. Os golpes aplicados que causa luxação articular, torções, deslocamentos e estiramento de primeiro e terceiro grau são leg lock e chave de joelho.

Cotovelo: Arm lock, Golpe que é aplicado no braço, onde tende a estender a articulação do lutador até o máximo suportado, a área atingida pelo golpe é o cotovelo, que por muitas vezes se não tratado compromete a movimentação seja na hora da luta ou de exercícios físicos com alta intensidade, onde também, é possível por algumas vezes, ouvir “estalos” na parte atingida, e as dores continuas, sempre que é feita a movimentação do membro. Os golpes aplicados que causam luxação articular, torções, deslocamentos e estiramento de primeiro e terceiro grau são arm lock, omoplata, isso inclui-se os ombros!

Pescoço: Os estrangulamentos de lapela, mata leão, visam interromper o fluxo de ar para os pulmões e/ou sanguíneo para o cérebro. Apresentam um tipo de lesão ao lutador que não são encontradas em nenhuma outra manifestação desportiva. Eles proporcionam traumas que são unicamente consequentes das técnicas das lutas e artes marciais. Por definição, estrangulamento é a asfixia mecânica onde ocorre uma constrição do pescoço, causando embaraço à livre entrada de ar no aparelho respiratório feito por meio de um laço acionado pela força muscular da própria vítima, ou de um estranho.

Morte – pelo impedimento da penetração do ar nas vias aéreas; por morte circulatória devido à compressão dos grandes vasos do pescoço que conduzem para o cérebro; por morte nervosa do mecanismo reflexo (inibição vagal).

Equimoses de pequenas dimensões na face, nas conjuntivas, pescoço e face anterior do tórax.

Infiltração hemorrágica em tela subcutânea e musculatura subjacente ao sulco.

Rupturas musculares.

Fraturas e luxações das vértebras cervicais. (fonte, Federação Brasileira de jiu-jitsu – CBJJ).

Por este motivo que alguns golpes no jiu jitsu e em outras modalidades como o mma, são proibidos, pois atingem a área cervical, podendo deixar o individuo tetraplégico, como é o caso do golpe chamado, guilhotina.

Chaves: É comum sentir aquelas dores depois do treino nos pés ou dedos, que são dores decorrentes da chave de pé, chave de pé reta. Esse tipo de golpe permite você ter total controle da luta, imobilização, que na maioria das vezes são bastante eficientes e fazem seu oponente desistir da luta pela insuportável dor causada pelas chaves de pé. Golpe esse que causa, luxação articular, torções, deslocamentos e estiramento de primeiro e terceiro grau.

Sentiu dor? Acha que foi alguma luxação ou deslocamento por qualquer parte do corpo? Antes de se alto medicar, procure um médico especialista, principalmente para quem luta profissionalmente, ou pensa em começar a levar a arte como profissão, pois não se sabe quando é algo grave. Melhor passar alguns meses sem treinar, ao ter que ficar anos ou a vida toda afastado do tatame.

Você mesmo pode evitar ou prevenir todos esses problemas.

Alongue-se, nada melhor que o alongamento antes do treino, faça todos os alongamentos que o seu professor, ou mestre passar, todos esses exercício bem cansativos, fazem bem pra seu treino e seu corpo, quanto mais você alongar, menos chance terá de ter uma luxação, seja ela perigosa ou não.

Nada de segurar golpes, como diz aquela famosa frase, “A gente apaga mas não bate” é só na musica, preserve a saúde de seus músculos, apagar não é bom pra saúde, além de você correr risco de vida.

Sempre tenham na sua bolsa de treino, medicamentos que aliviem essas possíveis luxações, como: Pomadas, bolsa térmica e os adesivos, que aliviam o traumatismo sofrido pelo músculo.  “comprimidos ou injeções para o alívio das dores, apenas com prescrição médica.”

Existem muitas e outras torções, deslocamentos, luxações, no pescoço, ombro, pé, joelhos, virilha, dedos quebrados, orelha couve flor.

E você? Já se machucou no treino ou em campeonato? Conte pra nós como aconteceu? As precauções que tomou, ou até mesmo por quanto tempo essas luxações te deixaram fora dos treinos.

A cada treino, cuidado redobrado, pois a luta não pode parar!

Oss

Qual sua reação

Curtir Curtir
12
Curtir
Amei Amei
5
Amei
Haha Haha
1
Haha
uau uau
1
uau
Triste Triste
1
Triste
Grr Grr
2
Grr

Comments 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Muito bom, Sá. Ando bastante chateada porque depois do Paulista, lesionei minha cervical e vou ter que fazer fisioterapia. O mais triste é que isso me atrapalha nos treinos e vai me fazer demorar um pouco pra conseguir competir. Mas vamos seguindo 🙁
    Ótimo texto! 🙂

Principais lesões no jiu jitsu

log in

reset password

Voltar para
log in